Medina, Bufoni e Djokovic

Zebra à solta em Tóquio: favoritos ficam sem medalha na Olimpíada

Arthur Nory, Letícia Bufoni, Gabriel Medina, Djokovic, Osaka e outros candidatos às medalhas de ouro sequer beliscaram o bronze

atualizado 04/08/2021 13:59

Medina, Bufoni e DjokovicRyan Pierse/Getty Images, Ezra Shaw/Getty Images e Clive Brunskill/Getty Images

Antes mesmo do início da Olimpíada de Tóquio-2020 era fácil dizer que alguns nomes certamente iriam, pelo menos, estar no pódio de suas modalidades. No entanto, não ocorreu dessa forma. Muitos dos favoritos em seus esportes não conseguiram sequer beliscar um bronze.

Um dos favoritos a cair (literalmente) foi Arthur Nory, campeão mundial da barra fixa em 2019 e medalhista de bronze no Rio-2016. Ele era cotado para subir no pódio na ginástica artística, mas cometeu muitos erros na apresentação na barra fixa e caiu sentado no solo.

No skate street feminino, sem roubar o brilho da medalha de prata de Rayssa Leal, Letícia Bufoni e Pâmela Rosa também eram nomes que assustavam as adversárias, mas sequer chegaram à final da disputa. A participação delas nos Jogos de Tóquio terminou ainda na primeira fase. Pâmela ficou em 9º e Letícia em 10º.

Outro brasileiro gigante perto dos demais competidores era Gabriel Medina no surfe. Na estreia da modalidade nas Olimpíadas, o bicampeão mundial era considerado praticamente carta certa no lugar mais alto do pódio. Porém, depois de ter perdido para o japonês Kanoa Igarashi na semifinal, ele disputou a medalha de bronze com o australiano Owen Wright e também foi derrotado. A medalha de ouro, no entanto, ainda ficou com o Brasil, com Ítalo Ferreira.

A tenista estrela da cerimônia de abertura da Olimpíada e favorita ao ouro na disputa simples feminina, Naomi Osaka, encerrou sua participação nos Jogos na terceira rodada. Número 2 do mundo, a japonesa perdeu para a tcheca Marketa Vondrousova, que terminou com a medalha de prata ao ser derrotada pela suíça Belinda Bencic na final.

Novak Djokovic, outro grande nome do tênis, número 1 do mundo, que tinha chance de ser o segundo na história do esporte a conquistar um True Golden Slam, não conquistou medalha, nem no simples e nem nas duplas mistas. O sérvio perdeu para Zverev na semifinal e em seguida deixou o bronze escapar diante do espanhol Pablo Carreño. Nas duplas ao lado de Nina Stojanovic, eles perderam o 3º lugar para os australianos Barty e Peers.

As brasileiras Ágatha e Duda perderam no último domingo (1/8) para as alemãs Ludwig e Kozuch, nas quartas de final do vôlei de praia feminino, por 2 sets a um, no duelo entre duplas favoritas à medalha. Ágatha e Duda são as número 1 no ranking mundial e caíram diante das 9ª colocadas na lista.

No futebol feminino, a seleção norte-americana, atual campeã mundial e detentora de quatro medalhas de ouro nas Olimpíadas, foi eliminada na semifinal pelo Canadá, nessa segunda (2/8), por 1 x 0. As chances de medalha dos Estados Unidos não terminaram — elas ainda brigam pelo bronze com a Austrália, na próxima quinta (5/8), às 5h —, mas a falta do ouro para as líderes do ranking feminino da Fifa faz bastante barulho.

Menções honrosas

Dois grandes nomes não estiveram presentes nos pódios de suas modalidades, mas não somente por falta de desempenho. Simone Biles desistiu de disputar as finais individual, do salto, barras assimétricas e solo, alegando querer priorizar a sua saúde mental. Das arquibancadas, a norte-americana torceu pela brasileira Rebeca Andrade, e conquistou o bronze na final da trave, nesta terça (3/8).

Outro representante dos Estados Unidos, Connor Fields, ciclista na modalidade BMX, campeão no Rio-2016, sofreu um acidente na semifinal. Já classificado para a final, ele caiu na frente dos adversários, que acabaram passando por cima dele e alguns até caíram junto. Aos 28 anos, Connor teve hemorragia cerebral, mas já deixou a UTI e segue em recuperação no hospital.

O pódio no ciclismo BMX acabou ficando com o holandês Niek Kimmann com o ouro, Kye Whyte da Grã-Bretanha ficou com a prata e Carlos Ramírez da Colômbia, completou com a medalha de bronze.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles.

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias