Pai de Djokovic diz que filho está “mantido em cativeiro” na Austrália

Srjdan Djokovic criticou duramente a retenção do filho e ameaçou até mesmo medidas mais drásticas

atualizado 06/01/2022 15:33

Djokovic Tóquio 2020Clive Brunskill/Getty Images

A novela de Novak Djokovic na Austrália ganhou mais um capítulo nesta quinta-feira (6/1). Srjdan Djokovic, pai do tenista, afirmou que o filho “está sendo mantido em cativeiro” no país.

O atual número um do mundo do tênis foi ao país para tentar disputar o Aberto da Austrália e acabou retido por não ter se vacinado contra a Covid. O tenista está em um hotel do país após ser interrogado e não atender aos requisitos da Austrália de contenção da doença.

0

Em entrevista à TV Sérvia, o pai de Djoko criticou veementemente a retenção do tenista. “Não tenho ideia do que está acontecendo. Eles têm mantido meu filho em cativeiro por cinco horas”, afirmou. “Se eles não o deixarem ir em meia hora, vamos nos reunir na rua. Essa é uma luta para todos”, disse Srjdan.

De acordo com o The Times, o problema ocorreu porque o estafe de Djokovic solicitou um tipo de entrada na Austrália que não é aplicado a quem recebeu dispensa da imunização contra a Covid.

 

 

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias