Presidente do Cruzeiro confirma nova punição imposta pela Fifa

Sérgio Santos Rodrigues, mandatário do clube Celeste, afirmou em entrevista que novo transfer ban é consequência de dívida por Riascos

atualizado 28/07/2021 16:43

Sérgio Santos RodriguesIgor Sales / Cruzeiro

A situação do Cruzeiro parece um filme de terror longe do fim. Nesta quarta-feira(28/7), em entrevista ao programa “Seleção SporTv”, o presidente Sérgio Santos Rodrigues confirmou que o clube recebeu mais uma punição da Fifa.

Desta vez, a sanção da entidade veio por conta de uma dívida na contratação de Riascos, junto ao Morelia, hoje Mazatlán, do México.

Durante sua para o programa, Sérgio Rodrigues comentou sobre o momento do time, que ocupa a penúltima posição da série B.

“Hoje temos dois transfer ban ativos, ou seja, temos limitações financeiras e também de punições para poder registrar. Mas claro que a gente trabalha pensando nisso, mirando para cima. A gente já viu histórias de outros times que engatam uma sequência boa”, comentou o presidente.

 

Essa é a segunda punição deste tipo que o clube mineiro recebe. No dia 30 de junho, o clube já havia recebido um primeiro transfer ban por conta de uma dívida com o Defensor, do Uruguai. A equipe Celeste deve ao time uruguaio cerca de R$ 7 milhões pela compra do meia Arrascaeta, em 205.

Somadas, as dívidas por Arrascaeta e Riascos passam de R$ 13 milhões. Enquanto não quitar os compromissos em aberto, o Cruzeiro fica impedido de inscrever novos jogadores para reforçarem a equipe.

Em 14 rodadas da série B, a Raposa somou apenas 12 pontos com duas vitórias, seis empates e seis derrotas. O próximo compromisso do time será na sexta-feira (30/7), e será uma briga direta na parte da tabela. O Cruzeiro joga contra o Londrina, 18º colocado, no Mineirão às 21h30.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles.

 

Vídeos
Últimas notícias