Neto critica ação da polícia na morte de Lázaro: “Foi salvação para ele”

Apresentador não aprovou ação da polícia que resultou na morte do maníaco nesta segunda-feira (28/6)

atualizado 28/06/2021 19:50

Lázaro BarbosaReprodução

Nesta segunda-feira (28/6), chegou ao fim a caçada a Lázaro Barbosa, maníaco que atormentou a população de cidades de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. O caso ganhou repercussão nacional e até o apresentador Neto deu seus pitacos sobre o desfecho do caso.

Segundo Neto, a polícia deveria ter mantido Lázaro vivo para que o maníaco pagasse por seus crimes e fosse usado como “exemplo de punição”. “Eu acho que um cara como esse, o que ele fez, deveria estar vivo, ser um exemplo de punição. A morte foi uma salvação para ele. As pessoas vibrarem por ele morrer?”, indagou.

“Eu queria esse cara preso, sendo julgado, pegando 30 anos de cadeia, ficar dentro de um presídio onde sabem que ele matou uma criança, uma mulher, rasparem o pelo dele desde a cabeça até o pé. E o que mais me deixa bravo é que todo mundo tem foto dele morto porque está aí na internet”, afirmou.

Lázaro foi morto pela polícia após troca de tiros, em uma caçada que durou 20 dias e envolveu centenas de policiais.

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias