Zidane minimiza chance de protestos: “Torcida quer ver bom jogo”

Por conta de manifestações pedindo a independência da região da Catalunha, o jogo foi adiado do dia 26 de outubro para esta quarta-feira

David S. Bustamante/Soccrates/Getty Images

atualizado 17/12/2019 10:51

Barcelona e Real Madrid fazem nesta quarta-feira (18/12/2019), no Camp Nou, em Barcelona, um clássico que deveria ser disputado no dia 26 de outubro, pela 10ª rodada do Campeonato Espanhol. Por conta de manifestações pedindo a independência da região da Catalunha, o jogo foi adiado e desta vez os protestos podem acontecer dentro do estádio. O francês Zinedine Zidane, técnico da equipe de Madri, minimizou as chances de isso acontecer.

“É uma partida de futebol, muitas coisas são ditas em volta, mas, no fim, as pessoas simplesmente querem ver um bom jogo”, afirmou Zidane em entrevista coletiva de imprensa na véspera do clássico, ainda em Madri.

O treinador espera que a arbitragem possa trabalhar tranquilamente, sem ter que suspender o jogo caso torcedores exibam cartazes com reivindicações políticas ou insultos. “É preciso deixar o árbitro em paz, ele quer fazer seu trabalho, assim como nós, ele quer fazer as coisas bem como nós e como o Barcelona”, garantiu.

Devido ao entorno imprevisível no Camp Nou, as autoridades de Barcelona estão prevendo que Barcelona e Real Madrid se concentrem no mesmo hotel e saiam juntos rumo ao estádio. “Disseram que temos que sair juntos e vamos sair juntos, não há nada mais a explicar em relação a isso. No fim, o que temos que fazer é colocar nossa energia no campo de jogo e pensar que vamos jogar, de resto podemos ficar falando sobre isso a semana toda”, concluiu o treinador.

Com 35 pontos cada após 16 jogos, Barcelona e Real Madrid dividem a liderança do Campeonato Espanhol. Por ter melhor saldo de gols (23 a 21), o clube catalão fica na frente do rival. A terceira colocação é do Sevilla, com 31 pontos em 17 partidas.

Vídeos
Últimas notícias