Vídeo. Atacante do Porto abandona jogo por causa de racismo

Moussa Marega abandonou o jogo após ter marcado o gol da vitória de sua equipe

Quality Sport Images/Getty Images

atualizado 16/02/2020 19:00

O Porto venceu neste domingo (16/02/2020) o Vitória de Guimarães por 2 x 1, fora de casa, e se aproximou do Benfica na liderança do Campeonato Português, mas isso ficou em segundo plano. A partida, porém, foi marcada pela revolta do atacante Moussa Marega, do Porto, com ofensas raciais proferidas por torcedores do clube da casa. Ele abandonou o jogo após ter marcado o gol da vitória de sua equipe.

Aos 14 minutos do segundo tempo, Marega se viu cara a cara com o goleiro De Jesus e marcou com um sutil toque de cobertura. Na sequência, ele correu em direção às arquibancadas batendo em um dos braços para mostrar a cor de sua pele – uma resposta às ofensas. O clima ficou ainda mais pesado, uma cadeira foi atirada na direção do jogador e ele decidiu sair do campo.

Companheiros de time, o técnico do Porto, Sérgio Conceição, e até jogadores do Vitória fizeram de tudo para convencer o malinês a mudar de ideia, mas não foi possível. O atacante, que já jogou no clube de Guimarães, estava mesmo decidido a abandonar a partida e se dirigiu ao vestiário, o que forçou o treinador a gastar uma substituição.

A Uefa e a Fifa recomendam aos árbitros que interrompam qualquer jogo em que haja manifestações de discriminação racial – em último caso, a partida pode ser até encerrada precocemente. O juiz do duelo entre Vitória e Porto, porém, não tomou qualquer providência, o que revoltou os jogadores da equipe visitante.

Após a partida, Marega se pronunciou nas redes sociais: “Gostaria apenas de dizer a esses idiotas que vêm ao estádio fazer gritos racistas… Vá se foder”.

Últimas notícias