São Paulo e Santos empatam com gols de Sara e do preservado Marinho

A partida na Vila Belmiro teve emoção do início ao fim e chegou a ficar paralisada no segundo tempo devido a um apagão nos refletores

atualizado 12/09/2020 21:22

De apagão, só o dos refletores da Vila Belmiro. O clássico entre Santos e São Paulo disputado na noite deste sábado (12/9) não teve um vencedor, mas foi animado do início ao fim. Com brilhos individuais de Gabriel Sara e Marinho, o confronto terminou empatado por 2 x 2.

O São Paulo esteve duas vezes em vantagem no placar, com dois gols do jovem Sara, mas o Peixe buscou a igualdade. Madson, de cabeça, e Marinho, de falta, deixaram tudo igual. Com o resultado, o Tricolor perdeu a oportunidade de assumir a liderança provisória. com 18 pontos, permaneceu na segunda posição. Já o time da Vila chegou aos 15 pontos, com 6 pontos.

Às vésperas do clássico contra o Santos, o técnico Fernando Diniz chegou a ter que explicar por que insistia na escalação do jovem Gabriel Sara. Criticado pela torcida, o meia foi bancado pelo treinador e não decepcionou. Ele marcou os dois gols são-paulinos.

Os gols

“Um jogador que tem tudo para dar certo” foi a frase usada por Diniz para escalar Sara no meio-campo. O treinador também ressaltou a importância dele na marcação pressionando a bola. E foi exatamente assim que saiu o primeiro gol. Aos 7 minutos do primeiro tempo, ele tomou a bola de Lucas Peres quase dentro da área e tocou para o fundo da rede.

O Santos reagiu com Madson, aos 29 minutos. Após escanteio cobrado por Sanchez, ele testou firme para o gol adversário. A alegria santista, porém, durou pouco. Gabriel Sara apareceu novamente aos 37 minutos da primeira etapa para marcar o segundo são-paulino no jogo.

Aos 26 minutos do segundo tempo, logo após a entrada de Marinho – o artilheiro santista iniciou o clássico no banco de reservas -, alguns refletores da Vila Belmiro apagaram. Depois de 17 minutos de paralisação, o atacante mostrou sua importância.

Logo no primeiro lance, Marinho sofreu falta próximo à grande área. Ele mesmo cobrou e balançou a rede adversária, empatando o jogo: 2 x 2.

Mais lidas
Vídeos
Comprar ingresso para o jogo (Cruzeiro contra Chapecoense)
Últimas notícias