PSG declara apoio a Neymar: “Não há lugar para o racismo na sociedade”

No jogo da equipe contra o Olympique de Marseille desse domingo (13/9), o brasileiro disse ter sido chamado de "macaco, filho da p***"

atualizado 14/09/2020 17:01

Paris Saint-Germain NeymarAurelien Meunier - PSG/PSG via Getty Images

O Paris Sain-Germain divulgou uma nota sobre o caso de racismo envolvendo seu camisa 10, Neymar. No jogo da equipe contra o Olympique de Marseille desse domingo (13/9), o brasileiro disse ter sido chamado de “macaco, filho da p***” pelo zagueiro Álvaro González e foi expulso após dar um tapa na cabeça do espanhol.

A instituição declarou apoiar “fortemente” o atacante e pediu que a denúncia seja investigada pelo Campeonato Francês. “O clube lembra que não há espaço para o racismo na sociedade, no futebol ou nas nossas vidas e apela a todos que se manifestem contra todas as suas manifestações em todo o mundo”, escreveu o PSG.

Confira o restante da nota:

“Há mais de 15 anos, o Clube está fortemente empenhado na luta contra todas as formas de discriminação ao lado dos seus parceiros como SOS Racisme, Licra ou Sportitude.

O Paris Saint-Germain conta com a Comissão Disciplinar da LFP para investigar e lançar luz sobre estes fatos. O Clube está à sua disposição para colaborar no andamento das investigações.”

Neymar aguarda a decisão da Liga de Futebol Profissional (LFP) da França, que irá reunir um comitê nesta quarta (15/9) para debater qual será a punição do atacante por agressão e de González pela denúncia de racismo.

Vídeos
Últimas notícias