Neymar marca, mas Haaland decide e Dortmund bate PSG

O norueguês de apenas 19 anos marcou duas vezes na vitória do Borussia Dortmund por 2 x 1

DeFodi Images via Getty Images

atualizado 18/02/2020 19:08

No retorno de Neymar ao Paris Saint-Germain após quatro jogos quem brilhou foi o jovem Erling Haaland. O norueguês de apenas 19 anos marcou duas vezes na vitória do Borussia Dortmund por 2 x 1, nesta terça-feira (18/02/2020), no Signal Iduna Park, na Alemanha, e colocou o time alemão em vantagem por uma vaga nas quartas de final da Liga dos Campeões. O brasileiro fez o gol dos franceses

A equipe francesa perdeu uma invencibilidade de 23 jogos. A última derrota da equipe do técnico Thomas Tuchel havia sido no dia 1º de novembro do ano passado, para o Dijon, pelo Campeonato Francês. Agora o PSG precisa vencer por 1 x 0 no jogo de volta, em 11 de março, no Parque dos Príncipes, por causa do gol anotado como visitante. O time de Lucien Favre joga pelo empate

Como prometido por Tuchel na véspera do jogo, Neymar começou como titular. E foi o brasileiro que criou o primeiro lance de perigo para o PSG, aos 10 minutos. Ele sofreu falta de Piszczek na entrada da área e cobrou com força, buscando o ângulo, e assustou o goleiro Roman Burki.

As faltas sobre Neymar seguiram. Os jogadores do Borussia Dortmund revezavam para evitar uma punição com cartão. O atacante não se intimidava e atuava verticalmente, sempre buscando uma jogada individual. Queria jogo após 17 dias longe da bola.

A equipe alemã se portava bem defensivamente para conter o PSG. E também era perigosa quando ficava de posse de bola e conseguia fugir na pressão da marcação francesa. Sancho era o responsável pelas melhores jogadas. Navas evitou o gol do atacante inglês aos 27 minutos, com ótima defesa em uma finalização de pé direito, dentro da área. Haaland também finalizou com perigo, aos 34.

Neymar era vigiado de muito perto, sempre com no mínimo dois marcadores. O mesmo acontecia com Mbappé, que ficava preso entre os zagueiros. O PSG insistia em tentar entrar na área do Borussia Dortmund pelo meio da defesa, o que era impossível pela enorme concentração de jogadores por lá. Não à toa, o time francês finalizou apenas duas vezes no primeiro tempo.

O Borussia Dortmund voltou em ritmo acelerado para o segundo tempo. Lucien Favre adiantou suas peças para pressionar na saída de bola do PSG. Quase deu certo com Haaland, que desarmou Kimpembe na entrada da área, mas não conseguiu finalizar após intervenção de Verratti.

A marcação continuava pesada sobre Neymar. E o brasileiro caiu na provocação. Cometeu falta em Witsel e largou o corpo sobre o adversário. O árbitro Antonio Mateu Lahoz entendeu que o atacante do PSG exagerou no gesto e aplicou o cartão amarelo.

A equipe alemã continuava melhor e abriu o placar aos 24 minutos, pouco depois de Mbappé perder uma chance. Haaland iniciou jogada e, após troca de passes, aproveitou o rebote em um chute de Raphael Guerreiro para tocar para o gol.

O gol fez o PSG acordar. O empate saiu seis minutos depois. Mbappé carregou bola pela direita, passou por dois adversários e cruzou para Neymar. Com o gol aberto, o brasileiro só escorou de pé esquerdo.

Mas ele não seria o nome do jogo no Signal Iduna Park. A honraria foi de Haaland. O norueguês marcou um golaço aos 32, ao finalizar da entrada da área de pé esquerdo, no ângulo. Foi o décimo gol dele em sete jogos na atual edição da Liga dos Campeões. O atacante havia feito oito pelo Red Bull Salzburg, da Áustria, na primeira fase.

Últimas notícias