“Não tive reação”, diz torcedor que flagrou homem filmando mulher

"Quando fixei o olhar no cara, pensei: 'Não pode ser isso, tô viajando!' Na hora minhas pernas tremeram", contou Gustavo Marinho

atualizado 12/03/2020 18:04

O episódio flagrado no jogo entre Botafogo x Paraná, da última terça-feira (10/03), no qual um homem no meio da torcida carioca filmava e tirava fotos de uma mulher, segue rendendo polêmica. O autor do flagra, Gustavo Marinho, revelou o que sentiu diante de tal situação.

Lembre o vídeo:

Segundo descreveu o UOL, Gustavo sentiu medo de abordar o homem na hora do ato. “Quando fixei o olhar no cara, pensei: ‘Não pode ser isso, tô viajando!’ Na hora fiquei sem reação, minhas pernas tremeram. Mostrei pra minha namorada e ela ficou em choque. Fiquei me perguntando o que fazer ali, até que ela disse para eu não fazer nada porque estava com medo do cara.”

Gustavo revelou ainda se arrepender de não ter feito nada além do registro e exposição do homem ainda não identificado. “Na hora não passou nada na cabeça. Eu não sou de agredia, não sou de fazer essas coisas e não soube agir. Fiquei com medo porque minha namorada estava do meu lado.”

“Eu me arrependo de não ter feito mais na hora, mas depois fiz o que estava ao meu alcance.”

Posição do clube

O Botafogo rapidamente publicou o vídeo feito para o Dia das Mulheres (08/03) e um texto em repúdio ao ocorrido. Veja:

Vídeos
Últimas notícias