Marinho exalta Hamilton e LeBron na luta contra o racismo: “Aqui é mimimi”

O jogador do Santos, que vem fazendo excelente temporada, foi vítima recente de injúrias raciais

atualizado 29/09/2020 12:40

MarinhoIvan Storti/Santos FC

A mesma desenvoltura que Marinho vem fazendo dentro de campo, o atacante do Santos também tem demonstrado fora dele. Em entrevista ao SporTV, o jogador afirmou que pretende aproveitar seu espaço como figura pública para reforçar a luta contra o racismo e outras formas de preconceito.

“Eu acompanho muito, tenho o respaldo de muitas pessoas que falam muito comigo, tenho o respaldo de muitas pessoas que conversam muito comigo sobre o que vemos diariamente. Eu passei uma situação sendo uma pessoa pública, mas vejo muita gente passando isso diariamente, pessoas que não tem voz ativa”, disse o camisa 11 do Peixe.

Como inspiração na luta contra o racismo, Marinho citou os exemplos de LeBron James e Lewis Hamilton, astros do esporte engajados em causas sociais e políticas.

“O mais importante é perceber que quando o Hamilton faz isso, quando o LeBron faz isso lá nos Estados Unidos, eles têm um respeito. No Brasil se você for fazer isso é muito ‘mimimi’, ‘Nutella’, isso e aquilo, afirmou.

Marinho defendeu que a luta começa com leis que sejam severas, “senão vamos ficar apenas em hashtag, na internet e não vai mudar”, defendeu. “Eu quero que as pessoas tenham mais empatia pelo próximo. E quando eu falo em igualdade não falo só racial, falo dos negros, dos gays também, é de ter empatia, mais amor, estamos vivendo em um mundo com tanta dificuldade – mas entendo que a pandemia também vem para nos ensinar mais, sobre o que é amar, ter empatia, companheirismo. Eu torço muito para que a gente ainda viva um mundo melhor”, completou.

Vídeos
Últimas notícias