Lutadora brasileira ganha patrocínio de fabricante de Canabidiol

Livinha Souza lutará contra compatriota no UFC neste sábado (6/3) e tem posicionamento a favor da legalização da maconha no Brasil

atualizado 05/03/2021 17:20

Livinha Lemos, lutadoraGetty Images / Jeff Bottari / Colaborador

A brasileira Livinha Souza entrará no octógono deste sábado (6/3) para enfrentar a compatriota Amanda Lemos no UFC 259. Com 14 vitórias no MMA, a lutadora tem presença muito ativa nas redes sociais e frequentemente se posiciona sobre assuntos polêmicos no Brasil, como a legalização da maconha. Posicionamento que rendeu à brasileira um patrocínio inédito de uma fabricante de canabidiol.

Livinha fechou acordo com a USA Hemp Brasil, empresa que se especializou em trazer o CBD ao Brasil. Os produtos da empresa serão importados e destinados à brasileira através do projeto “Atleta Cannabis”.

– É uma oportunidade ímpar de tirar esse preconceito e tratar como medicina e recreação, assim como é nos Estados Unidos. Tem uma tributação ímpar e um recebimento pelas pessoas que usam para tratar vários problemas crônicos, que estão dando excelentes resultados. Pretendo representar a empresa da melhor forma, primeiramente como medicinal, e se um dia tiver a legalização total para o THC recreacional e para o CBD, precisa ter todo o aporte do governo para ser legalizado como o medicamento que é”, afirmou a lutadora.

Neste sábado (6/3), Livinha enfrenta Amanda Lemos no evento em Las Vegas, nos Estados Unidos.

Vídeos
Últimas notícias