Liverpool vence Chelsea nos pênaltis e é campeão da Copa da Inglaterra

Após um jogo corrido, com grande participação dos goleiros e da trave, os Reds venceram nos pênaltis e ficam com o título

atualizado 14/05/2022 15:36

Luis Diaz (Liverpool) e Chalobah (Chelsea)Marc Atkins/Getty Images

A final da Copa da Inglaterra, entre Liverpool e Chelsea, levou muitas emoções para o futebol inglês. Com as duas equipes muito afim de jogo e buscando o gol a todo o momento, os Reds levaram a melhor e venceram por 6 x 5 nos pênaltis. Com bola rolando, as redes não balançaram.

Assim como foi na decisão da EFL Cup, vencida pelo time de Klopp nos pênaltis, o jogo foi muito aberto, com grandes chances para os dois lados. Desta vez, Mendy e Alisson brilharam, a trave trabalhou bastante e o resultado só foi definido na prorrogação.

O Liverpool ainda luta pelo título do Campeonato Inglês — está a três pontos do Manchester City, restando duas rodadas para o fim — e a final da Liga dos Campeões no dia 28 de maio, em Paris, contra o Real Madrid. Para a preocupação dos torcedores dos Reds, Mohamed Salah sentiu a virilha, deixou o campo de jogo e preocupa para a competição continental.

Primeiro tempo

Liverpool e Chelsea entraram em campo com muita fome de jogo, mas não conseguiram tirar o 0 do placar nos 45 minutos iniciais. Entretanto, não faltaram emoções. Titular no confronto, Luís Diaz foi o grande nome dos Reds e só não marcou porque Mendy estava atento.

O goleiro dos Blues fez uma grande defesa aos oito minutos de partida e impediu o grito dos rivais em Wembley. Enquanto isso, Pulisic assustava para o Chelsea. Com dois chutes cruzados, o estadunidense passou muito perto de abrir o placar.

Com a final da Champions League e ainda disputando o título inglês, o Liverpool passou por dois sustos. Após uma jogada com Marcos Alonso, Alisson sentiu, precisou de atendimento, mas continuou em campo. Já Salah, sentiu a virilha, precisou ser substituído e preocupa. Entretanto, o egípcio saiu andando.

Já para o final da primeira etapa, uma chance para cada lado. Jota perdeu uma chance para os Reds, após cruzamento de Robertson, e Lukaku chutou por cima do gol, após jogada pela esquerda.

Segundo tempo

A parte final do embate começou com o Chelsea pressionando o Liverpool e por pouco não marcando. Mesmo antes do ponteiro do relógio completar sua primeira volta, Marcos Alonso chutou cruzado e a bola raspou a trave de Alisson. Com um minuto, Pulisic chutou colocado para grande defesa do brasileiro.

Aos três minutos, Alonso cobrou falta da lateral, enganou o arqueiro dos Reds e acertou o travessão. A resposta do time de Klopp veio aos cinco minutos. Robertson cruzou para área, a bola passou por todo mundo e Henderson, que não acreditou na jogada, tocou sem jeito na redonda, que saiu pela linha de fundo. No minuto seguinte, Luis Diaz chutou forte e tirou tinta da trave de Mendy.

Quanto mais o tempo ia passando, mais chance as duas equipes iam criando. Do lado do Liverpool, Keita, Jota, Luis Diaz, e Robertson passaram muito perto de abrir o placar. Se Mendy salvou em alguns lances, a trave tratou de manter o 0 no placar em outros.

Aos 37′, Diaz acertou a trave após grande jogada dos Reds. No minuto seguinte, o lateral esquerdo recebeu grande cruzamento e, de primeira, também carimbou o poste, em chance inacreditável. Do lado do Chelsea, Pulisic teve uma boa chance, mas a bola passou perto, mas saiu em linha de fundo. Com o 0 x 0 no placar, a decisão foi para a prorrogação.

Prorrogação

Com o cansaço das duas equipes, os últimos 30 minutos de jogo foram menos corridos, mas também contaram com chances. Entretanto, o 0 teimou em continuar no placar e a disputa do título foi para os pênaltis.

Da marca da cal, o Liverpool levou a melhor e foi campeão após 5 x 4. Azpilicueta, Mané e Mount perderam as cobranças.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesesportes

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias