Lateral do Flamengo quer denunciar xenofobia sofrida nas redes sociais

Renê é natural de Picos, no Piauí, e foi chamado de "paraíba" por diversos torcedores

atualizado 25/10/2021 16:28

Gilvan de Souza/Flamengo

Depois da derrota do Flamengo para o Fluminense no último sábado (23/10), por 3 x 1, Renê, lateral rubro-negro sofreu ataques xenófobos nas redes sociais e está estudando levar o caso à justiça.

Através da sua assessoria de imprensa, o jogador disse ao jornalista Mauro Cezar que “lamenta profundamente saber que ainda existam ‘pessoas’ promovendo esse tipo de atitude e pensamento amparadas pelo anonimato da internet”. Caso a situação volte a repetir ou se torne mais grave, Renê vai tomar medidas.

O vice-presidente jurídico do Flamengo, Rodrigo Dunshee, comentou o ocorrido: “Essa é uma violação dos direitos do Renê, depende da vontade dele de agir judicialmente. Assim como colaboramos com outros atletas que precisaram de suporte, estamos aqui para ajudar no que ele quiser. A dificuldade nesses crimes de ódio é identificar o ofensor. Os jogadores sabem que podem contar com a gente”.

Renê é natural de Picos, no Piauí, e foi chamado de “paraíba” por diversos torcedores. Veja alguns comentários:

comentários Renê
Comentário xenófobos dirigidos ao lateral Renê do Flamengo

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles.

Vídeos
Mais lidas
Últimas notícias