Jogador do PSG detona Superliga: “Ricos roubando o que o povo criou”

O clube parisiense, do meia Ander Herrera, não faz parte dos 12 times pioneiros da competição, mas seria um dos três primeiros convidados

atualizado 19/04/2021 11:37

Ander Herrera com casaco do PSGAurelien Meunier - PSG/PSG via Getty Images

A criação da Super Liga envolvendo 12 dos principais times do mundo tem disparado uma onda de críticas. Clubes, entidades, técnicos e até jogadores se manifestaram contra a competição, entre eles o meia Ander Herrera, do PSG. O espanhol subiu o tom ao considerar a competição como elitização do futebol e detonou o anúncio da liga.

“Amo o futebol e não posso ficar calado diante disso. Acredito em uma Champions League melhorada, mas não que os ricos roubem o que o povo criou, que não é outra coisa senão o esporte mais bonito do planeta”, diz Herrera, em suas redes sociais.

A Super Liga, com Milan, Arsenal, Atlético de Madrid, Chelsea, Barcelona, Inter de Milão, Juventus, Liverpool, Manchester City, Manchester United, Real Madrid e Tottenham, foi anunciada nesse domingo.

Veja o formato do torneio
  • Participarão 20 clubes, sendo 15 deles fundadores e um mecanismo de classificação para os outros cinco se juntarem com base no rendimento da temporada anterior
  • Jogos no meio de semana com todos os clubes continuando a competir nas suas respectivas ligas, preservando o calendário tradicional de jogos domésticos
  • Dois grupos de 10 começando em um mês de agosto, jogando em casa e fora, com os três primeiros em cada grupo se classificando automaticamente para as quartas de final. As equipes que terminarem em quarto em quinto de cada grupo jogarão um playoff de ida e volta pelas vagas restantes
  • O formato de mata-mata com ida e volta será usado para chegar à final no fim de maio, que será disputada em jogo único em local neutro

 

Vídeos
Últimas notícias