Jean Mota se desculpa por desabafo após derrota do Santos em clássico

Após o revés contra o São Paulo, o meio-campista chegou a dizer que não sabia se a diretoria e o técnico contavam com ele

Reprodução/TwitterReprodução/Twitter

atualizado 13/08/2019 20:13

O meia Jean Mota veio a público nesta terça-feira (13/08/2019) para pedir desculpas ao Santos e esclarecer os motivos do seu desabafo, após a derrota do Santos para o São Paulo, no sábado (10/08/2019), pelo Brasileirão. O jogador, destaque do time no Paulistão, afirmou que já pediu desculpas a todo o elenco santista e conversou com o técnico Jorge Sampaoli.

“Vim para esclarecer as situações que ficaram. Como ser humano a gente erra, eu estava de cabeça quente. Após uma derrota no clássico a gente sente muito. Disse de uma maneira e foram interpretadas de outras. Estou aqui para esclarecer”, comentou o meio-campista, em entrevista coletiva.

Na noite de sábado, Mota reclamou da falta de espaço na equipe. E questionou sua permanência no clube. “Não sei se a diretoria ou o treinador contam mais comigo, mas afeta a confiança”, afirmara, em tom de desabafo.

Nesta terça, ele disse que o desabafo não tinha o técnico argentino como alvo. “O Sampaoli foi o cara que me deu total apoio desde que chegou. Ele nem me conhecia e trouxe de volta a minha confiança, retomou o meu futebol. Eu dei inúmeras entrevistas durante a boa fase falando sobre a importância dele para mim. Essa crítica [após o clássico] não foi para ele”, declarou.

Mota lamentou a repercussão da entrevista de sábado. “Muito se falou da questão da titularidade ou não, mas o foco eram outras questões. Poderia falar com o presidente ou com a diretoria e ter conversado. Ali não era o momento. Tudo o que você fala se volta contra você. Tudo o que você fala ali toma uma proporção muito grande.”

O meia afirmou que vai conversar com o presidente José Carlos Peres para definir o seu futuro. “Claro que me arrependo do que disse. Não era o lugar para falar. Ainda não conversei com o presidente, mas vamos conversar. Vamos resolver esta situação, seja para ficar ou se para sair, se chegou algo [proposta] ou não. Vai acontecer o que for melhor para mim e o que for melhor para o Santos.”

Questionado sobre se recebeu alguma proposta para deixar o clube, Jean Mota se esquivou. “Vou buscar meu espaço dentro de campo e isso que ele (Sampaoli) respondeu: quem tiver melhor, vai jogar. Se eu ficar aqui, claro. Disseram que chegaram propostas, mas ainda não foi resolvido. Se chegar e for bom para o Santos e para mim, vamos sentar para conversar. A conversa com o Sampaoli foi boa e isso não vai influenciar.”

Classificação

PosTimePÚltimos
jogos
1Flamengo90
D W W W W
2Santos71
D W L W L
3Palmeiras71
D L L L W
4Grêmio65
L W L W W
5Athletico-PR63
W W W D W
6São Paulo60
D D W L W
7Corinthians56
D L W L W
8Internacional54
D D L W L
9Fortaleza50
W D W W D
10Goiás49
D W W L L
11Bahia49
D L D W D
12Atlético-MG48
D L D W W
13Vasco48
D D L W D
14Fluminense43
D W W D D
15Botafogo42
L W W L L
16Ceará38
L D L D L
17Cruzeiro36
D L L L L
18CSA32
L L W L L
19Chapecoense31
W W L L W
20Avaí19
D L L D L
Últimas notícias