Governador do Rio deve vetar projeto que muda nome do Maracanã

O projeto foi aprovado pela Alerj (Assembleia Legistativa do Estado do Rio de Janeiro), mas o Cláudio Castro não deve concordar

atualizado 24/03/2021 21:20

MaracanãBuda Mendes/Getty Images

Após semanas de polêmicas e debates acerca do projeto que prevê a alteração do nome do Maracanã, de “Jornalista Mario Filho” para “Edson Arantes do Nascimento – Rei Pelé”, o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, interino de Wilson Witzel, deve vetar a proposta. A informação é do Esporte News Mundo.

No último dia 9, o projeto foi aprovado pela Alerj (Assembleia Legistativa do Estado do Rio de Janeiro), mas o governador não deve concordar. Uma fonte próxima a Castro afirmou ao Globo que a proposta “provavelmente” será vetada após o Ministério Público do Estado ter recomendado que o governante assim o fizesse.

André Ceciliano, presidente da Alerj, reconhece a importância de Mario Filho para a história do futebol, mas defende o projeto. Para ele, o jornalista “colaborou para a popularização da cobertura jornalística do futebol trocando os termos rebuscados da época por expressões mais populares e o Maracanã muito contribuiu para isto”.

“Tudo que fala de paixão dá polêmica. Falta um pouco de visão. Às vezes as pessoas valorizam as coisas de fora e não de dentro. O Maracanã será sempre o Maracanã, por ser o bairro onde foi construído, mas é uma polêmica. A ideia é homenagear o Pelé em vida, com o maior estádio do mundo. A gente está falando do Pelé dentro dos campos, não fora das quatro linhas”, explicou Ceciliano.

Vídeos
Últimas notícias