Gnabry: do empréstimo polêmico no Arsenal à final da Champions com o Bayern

O alemão de 25 anos marcou dois gols nesta quarta na semifinal e tem sido o talismã da equipe. Antes disso, teve de lidar com altos e baixos

atualizado 19/08/2020 18:44

Gnabry comemora golJulian Finney/Getty Images

Serge David Gnabry, ou simplesmente Gnabry. Longe de ser uma das estrelas do Bayern de Munique, o atacante de 25 anos foi decisivo na classificação do Bayern de Munique para a final da Champions League. Com dois gols nesta quarta-feira (19/8), ele abriu caminho para a vitória por 3 x 0 sobre o Lyon e ganhou destaque entre nomes como Lewandowski e Müller.

Gnabry, no entanto, está longe de ser um herói improvável. Ao balançar as redes duas vezes nesta quarta, ele chegou aos 9 gols em 9 partidas nesta edição da Champions. Foi eleito o melhor jogador da semifinal diante do Lyon e confirma o melhor momento da carreira aos 25 anos.

Antes de ser decisivo na semifinal da Champions, Gnabry precisou superar a inconstância na carreira. Devido aos altos e baixos, o atacante teve de lidar com empréstimos nada agradáveis.

Contratado pelo Arsenal quando ainda tinha 15 anos, ele sempre se destacou nas categorias de base. Aos 18 anos, estreou pelos Gunners. Na temporada 2014/15, sofreu um lesão no joelho quando se preparava para o primeiro ano completo com os profissionais. Após retornar, acabou sendo emprestado ao West Bromwich – o então técnico Arsène Wenger queria dar rodagem ao jogador.

Nova fase e novo empréstimo

Na nova casa, fez apenas três jogos, antes de ser vendido para o Werder Bremen por apenas R$ 25 milhões, em 2016 – o alemão não quis renovar com o time londrino e preferiu respirar novos ares. Esse, curiosamente, foi o ano de maior destaque de Gnabry. Além de marcar 11 gols em 27 jogos, ele foi um dos destaques da seleção da Alemanha nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro – saiu com a medalha de prata, ao perder nos pênaltis para o Brasil, no Maracanã.

A boa fase chamou a atenção do Bayern de Munique, que o contratou em 2017. Após um primeiro ano irregular, o atacante foi emprestado novamente. Desta vez para o Hoffenheim. Diante de mensos holofotes, ele voltou a se destacar e marcou 10 gols em 26 jogos.

De volta ao Bayern, ele tem mostrado que está mais maduro e pronto para assumir  o protagonismo. Titular absoluto com Hans-Dieter Flick, Gnabry está a um jogo de conquistar o principal título na carreira. Para isso, precisará superar o Paris Saint-Germain na decisão. O duelo ocorre neste domingo, a partir das 16h (horário de Brasíli), no Estádio da Luz, em Portugal.

Vídeos
Últimas notícias