Flamengo ignora veto e divulga nota oficial para justificar treino no Ninho

O clube destaca 13 medidas de higiene e demais práticas de segurança contra o novo coronavírus além de defender estar respaldado pela Ferj

atualizado 21/05/2020 13:32

CT do FlamengoAlexandre Vidal/Flamengo

O Flamengo manteve a programação de treinos no Ninho do Urubu nesta quinta-feira (21/05) e pretende continuar, mesmo desautorizado pela prefeitura do Rio de Janeiro. O clube divulgou uma nota oficial, na qual justifica a insistência nas atividades.

“Os atletas e os integrantes envolvidos no dia a dia do Ninho do Urubu informam que se sentem seguros e aptos a retomar os treinamentos em razão do protocolo de segurança e prevenção adotado pelo Departamento Médico do Flamengo”, argumenta o Flamengo.

O clube destaca ainda 13 medidas de higiene e demais práticas de segurança contra o novo coronavírus. Além disso, defende que está em conformidade com a lei, já que está alinhado com o protocolo da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj).

“Vale ressaltar que o documento contempla atividades ao ar livre. Sendo assim, os grupos de trabalho são espalhados pelos campos do Ninho do Urubu”, diz a nota.

Presidente não assina a nota

Curiosamente, o documento divulgado nesta quinta não conta com a assinatura do presidente do Flamengo, Rodolfo Landim. Assinam a nota oficial Marcos Braz (vice-presidente de futebol) Bruno Spindel (diretor Executivo de Futebol), Jorge Jesus (técnico do time profissional), Márcio Tannure (chefe do Departamento Médico) e os próprios Atletas profissionais do Clube de Regatas do Flamengo.

0

Rodolfo Landim tem sido alvo de protestos de torcedores do Flamengo desde a visita ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em Brasília. Na terça e quarta, o mandatário rubro-negro tentou costurar acordo para avançar na retomada dos treinos.

Vídeos
Últimas notícias