Flamengo e Athletico-PR fazem prévia de decisão da Copa do Brasil

Rubro-negros se enfrentam neste domingo (14/8) pelo Brasileirão em prévia do jogo de volta das quartas de final

atualizado 14/08/2022 11:24

Alexandre Vidal/Flamengo

Com mais de 50 mil ingressos vendidos, o Maracanã vai receber neste domingo (14/8), às 16h, pelo Campeonato Brasileiro, mais um duelo de caráter decisivo envolvendo Flamengo e Athletico-PR. Em ritmo de caça ao líder Palmeiras, cariocas e paranaenses fazem o primeiro de dois jogos-chave que podem definir a sua sorte no segundo semestre (o outro acontece no meio de semana, no Sul, e vale vaga às semifinais da Copa do Brasil).

De olho no topo da tabela, o técnico Dorival Júnior mais uma vez deve lançar mão de seu time alternativo para enfrentar o Athletico-PR no Rio.

Com a vantagem de ter eliminado o Corinthians da Libertadores na terça-feira sem grandes sustos, o comandante flamenguista pode optar por uma estratégia que vem dando certo nos últimos compromissos: inicia o jogo com um time considerado reserva e utiliza os titulares somente em parte do segundo tempo como fez nos triunfos sobre o Atlético-GO e o São Paulo no Nacional.

A comissão técnica, no entanto, vem se reunindo com o departamento médico para avaliar a condição física de todo o elenco. Existe a possibilidade de usar um time misto no domingo com atletas que não se desgastaram tanto na última terça.

Não está descartada a possibilidade, por exemplo, de Gabriel Barbosa jogar de saída, por exemplo. Outro nome que também pode encorpar a equipe e dar mais qualidade ao meio-campo é Éverton Ribeiro.

Dorival, no entanto, estuda todos os cenários para manter o time nesse ritmo galopante no Brasileiro. Apesar de vir de cinco vitórias seguidas. Um tropeço em casa pode significar a perda de pontos preciosos que podem minar o objetivo de brigar pelo título.

A partida, na verdade, reserva um duelo de estratégias já que, tanto o Flamengo como o Athletico, seguem vivos nas três competições que disputam (além do Brasileiro, estão na Copa do Brasil e Libertadores) e veem o calendário como obstáculo a mais para essa sequência de partidas decisivas.

“Temos que seguir com os pés no chão e saber que não conquistamos nada. Estamos conseguindo passar por algumas etapas, mas o objetivo ainda está longe de ser alcançado”, afirmou o treinador flamenguista.

Vítor Hugo e Lázaro, tratados como joias da base e que estão ganhando espaço entre os profissionais, estão correspondendo e Everton Cebolinha começa a entrar no ritmo dos demais.

É nessa fartura de versatilidade que o treinador espera conquistar mais três pontos em casa e, ao mesmo tempo, preservar os titulares para o jogo decisivo da próxima quarta, contra o mesmo Athletico-PR, pela Copa do Brasil.

Com menos tempo para recuperar o time e também com um elenco mais enxuto, o técnico Felipão mal vai ter tempo de preparar a equipe visando a partida do Maracanã. Após a sofrida classificação às semifinais da Libertadores na última quinta, na Argentina, ele também vai poupar a maioria dos seus titulares para o duelo do torneio mata-mata em Curitiba.

No Brasileiro, os dois rubro-negros estão separados por um ponto na tabela com vantagem para os paranaenses (37 a 36). Como na partida de ida da Copa do Brasil, no jogo deste domingo, Felipão mais uma vez vai privilegiar um esquema com forte marcação para, pelo menos, conseguir o empate.

A força nos contra-ataques em velocidade vai ser a válvula de escape do Athletico-PR pregar uma peça no rival carioca e, assim, tentar retornar a Curitiba com mais três pontos na bagagem.

A escalação do time passa por uma conversa com o departamento médico e também a parte de fisiologia do clube. O treino regenerativo deste sábado vai ser fundamental para que ele possa definir o banco e também pensar na utilização de algum titular jogando de saída contra o Flamengo, no Rio.

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias