Final da Libertadores entre Boca e River é adiada novamente

Decisão foi tomada após um pedido oficial do Boca alegou não ter "condições de igualdade" para o jogo, um dia após ser alvo de violência

NATACHA PISARENKO/ASSOCIATED PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

atualizado 25/11/2018 15:41

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) adiou, novamente, a final da Copa Libertadores. A partida entre Boca Juniors e River Plate, que já havia sido remarcada para este domingo (25/11), não tem data confirmada. A decisão foi tomada após um pedido oficial do Boca Juniors. O time alegou não ter “condições de igualdade” para o jogo, um dia após ser alvo de violência da torcida do River Plate nos arredores do estádio Monumental de Núñez.

“O Boca Juniors realizou neste domingo uma apresentação formal diante da Conmebol para solicitar que a final da Libertadores possa ser disputada em condições de igualdade, tal como acordaram os presidentes da entidade sul-americana, do Boca e do River, na ata que firmaram no sábado, no Monumental”, divulgou o clube em comunicado.

Não bastasse o trauma sofrido pelos ataques de sábado, o time provavelmente não contaria, por exemplo, com seu volante e capitão Pablo Pérez, que sofreu uma lesão no olho por causa do apedrejamento.

Além da suspensão da partida, o Boca também requisitou que o River seja punido de acordo com o artigo 18 do Regulamento Disciplinar da Conmebol, que prevê de multas e advertências até o fechamento do estádio e a desqualificação do clube. A Conmebol ainda não tomou uma decisão sobre esse pedido.

No sábado, o ônibus que levava o Boca foi apedrejado nas arredores do estádio, o que provocou lesões na região dos olhos de dois jogadores: Pablo Pérez e Gonzalo Lamardo. Além disso, outros atletas passaram mal, pois um artefato contendo gás pimenta também foi atirado no veículo.

Diante deste cenário, um longo impasse gerou o clima de incerteza visto por horas no sábado. O horário do jogo chegou a ser adiado em duas oportunidades. Somente quando as diretorias de River e Boca entraram em acordo e comunicaram o desejo do adiamento da data da partida, a Conmebol estabeleceu que ela fosse disputada neste domingo, às 18 horas (de Brasília). (com informações da Agência Estado)

Últimas notícias