Faz a TED: como seu time usaria os R$ 3,3 mi das quartas da Copa do Brasil?

Pagar salário atrasado, investir em contratação, aliviar a folha de pagamento? O Metrópoles sugere destinos para a premiação milionária

atualizado 27/10/2020 20:51

Taça da Copa do BrasilLucas Figueiredo/CBF

A Copa do Brasil subiu na escala de importância no calendário brasileiro ao se tornar uma excelente fonte de dinheiro para os clubes. Este ano, após a paralisação por causa da pandemia do novo coronavírus, a premiação milionária da competição se tornou ainda mais objeto de desejo. Com as oitavas de final em andamento – serão quatro jogos nesta quarta-feira (28/10) -, a busca agora são pelos R$ 3,3 milhões pagos pela CBF para quem avançar às quartas de final.

O São Paulo foi o primeiro time a garantir a premiação ao bater o Fortaleza no último domingo. Certamente, o Tricolor irá aliviar a folha salarial do próximo mês, mas nem só refrescar as contas está nos planos de quem consegue ir adiante na Copa do Brasil.

A seguir, o Metrópoles indica o que cada um dos 16 times das oitavas de final pode fazer com a bolada em dinheiro.

Santos – Sem dinheiro para contratar em definitivo, o Peixe tenta convencer o Club Brugge, da Bélgica, a estender o empréstimo com o zagueiro Luan Peres. A quantia milionária paga a quem avança às quartas seria um incentivo atraente para oferecer ao time belga.

Ceará – Longe de ter um dos orçamentos mais volumosos, o Ceará pode usar o dinheiro para investir em reforço ou ajudar a bancar o recém-contratado Felipe Vizeu.

Grêmio – Em busca de qualificar o elenco, o Tricolor anunciou recentemente a contratação de Diego Churín e busca o meia uruguaio Gastón Ramírez, da Sampdoria. O jogador já teria aceitado a proposta gremista, mas um aporte financeiro seria essencial para conseguir a rescisão.

Juventude – Na briga para ficar entre os quatro melhores da Série B, o Juventude tem a oportunidade de qualificar o elenco para o segundo turno.

Botafogo – Em dificuldade financeira há anos, os R$ 3,3 milhões ajudariam bastante o Botafogo a pagar os salários atrasados dos jogadores. Caso essa opção não esteja nos planos, o time também pode investir no término da primeira etapa de obras do CT em Vargem Grande.

Cuiabá – Um dos únicos três clubes fora da Série A nas oitavas da competição, o Cuiabá entrou direto nas oitavas por ser o campeão da Copa Verde. Se avançar, os milhões podem ser valiosos para ajudar na construção do CT da base do clube, um investimento-chave do time atualmente.

São Paulo* – Com um dos elencos mais caros do país, o Tricolor ajuda a aliviar a folha salarial ao menos durante um mês. O time garantiu os R$ 3,3 milhões ao bater o Fortaleza, nos pênaltis.

Athletico-PR – Em um ano de transição, como definiu o próprio presidente, Mario Celso Petraglia, o Furacão tem a opção de usar o dinheiro para barganhar um novo técnico – Paulo Autuori tem acumulado função de diretor e treinador – para 2021, já que não pretende contratar em 2020.

Flamengo – Empenhado em contratar o atacante Pedro em definitivo, o Flamengo poderia usar o dinheiro para, ao menos, ajudar a quitar o empréstimo deste ano. Isso porque o Rubro-Negro pagou cerca de 1 milhão de euro (R$ 6,5 milhões) para a Inter de Milão.

Atlético-GO – Em dificuldade financeira, sobretudo por conta da reforma do estádio e da falta de faturamento devido à pandemia, o Dragão pode usar o dinheiro para abater ainda mais os débitos acumulados.

Internacional – Embora tenha um dos elencos mais valorizados do país, o técnico Eduardo Coudet pediu reforços, mas a diretoria foca em manter os salários em dia. Quem sabe com R$ 3,3 milhões não consegue viabilizar um reforço por empréstimo?

Red Bull Bragantino – Um dos times que mais investiu na montagem do elenco para o Brasileirão, o Red Bull Bragantino tem a chance de recuperar um pouco do dinheiro empregado em contratações.

Palmeiras – Sem um treinador efetivo, o Alviverde pode exibir uma mala cheia de dinheiro para, quem sabe, ajudar a convencer um técnico de ponta a assumir o time.

Corinthians – Em busca de um salto na qualidade técnica do time, o Corinthians poderia usar os R$ 3,3 milhões para ajudar na contratação do zagueiro Jemerson. O Timão tenta viabilizar o negócio com um empréstimo junto ao Monaco e poderia elevar a oferta.

América-MG – Em grande fase na Série B, o Coelho tenta aproveitar a premiação volumosa da Copa do Brasil para manter a tranquilidade financeira e ajudar na integração da base com o elenco profissional.

Confira a premiação da Copa do Brasil, fase por fase:

1ª fase – R$ 1,1 milhão (Grupo 1), R$ 950 mil (Grupo 2) e R$ 540 mil (Grupo 3)
2ª fase – R$ 1,3 milhão (Grupo 1), R$ 1,03 milhão (Grupo 2) e R$ 650 mil (Grupo 3)
3ª fase – R$ 1,5 milhão
4ª fase – R$ 2 milhões
Oitavas de final – R$ 2,6 milhões
Quartas de final – R$ 3,3 milhões
Semifinais – R$ 7 milhões
Vice-campeão – R$ 22 milhões
Campeão – R$ 54 milhões

Vídeos
Últimas notícias