Farra no carro: bastidores da festa do Flamengo campeão da Supercopa

O time carioca bateu o Palmeiras nas cobranças de pênaltis, neste domingo (11/4), em Brasília, e ficou com o bicampeonato da competição

atualizado 11/04/2021 17:50

Flamengo campeão da Supercopa do BrasilIgo Estrela/Metrópoles

O Flamengo conquistou o bicampeonato da Supercopa do Brasil, neste domingo (11/4), ao bater o Palmeiras nas cobranças de pênaltis. Após o empate por 2 x 2, brilhou a estrela do goleiro Diego Alves – pegou quatro cobranças – e de Rodrigo Caio, autor da última batida. Não por acaso, os dois foram prontamente abraçados pelos demais jogadores do time carioca, que fizeram muita festa no Estádio Mané Garrincha.

Tão logo Rodrigo Caio mandou para a rede a bola decisiva, os companheiros se dividiram. Muitos foram saudar o zagueiro, mas a maioria procurou o goleiro Diego Alves para festejar. O camisa 1 brilhou ao defender os pênaltis de Luan, Danilo, Gabriel Menino e Mayke.

Depois dos primeiros abraços, os jogadores do Flamengo inovaram na comemoração. Eles foram até o carro do patrocinador da Supercopa do Brasil e promoveram um buzinaço no veículo. A farra continuou no gramado, terminando após a entrega de campeão da competição. Veja curiosidades da festa rubro-negra no Mané Garrincha a seguir:

Pódio com três capitães

O time manteve a rotina com três capitães na hora de erguer o troféu de campeão. Diego, Éverton Ribeiro e Diego Alves levantaram a taça da Supercopa do Brasil, cada um com uma braçadeira de capitão.

Gerson comanda o som

O ritmo da festa no gramado foi ditado por Gerson. O camisa 8 do Flamengo foi quem entrou com a caixa de som e puxou os passinhos de funk ao lado dos companheiros e da comissão técnica.

Filipe Luis abre e Diego fecha

O primeiro a receber a medalha de campeão foi o lateral Filipe Luis. O experiente jogador chutou a bola na trave na cobrança de pênalti, mas teve pressa para a premiação. Ele puxou a fila e o camisa 10, Diego, encerrou a premiação pelo Flamengo.

Princípio de incêndio no pódio

A comemoração teve que ser um pouco afastada do pódio. Isso porque o show pirotécnico apresentou problemas e houve um princípio de incêndio. A equipe de segurança agiu rápido e, com extintores, controlou rapidamente as pequenas chamas. A

Diego Alves brilha nos pênaltis

O goleiro do Flamengo sofreu com lesões ao longo da temporada passada, mas teve sua redenção neste domingo. Depois de uma boa partida, ele coroou a exibição com quatro pênaltis defendidos. Não por acaso, foi um dos jogadores mais abraçados pelos companheiros e pela comissão técnica.

0
Arrascaeta ganha o carro

Antes da entrega das medalhas, o meio-campista Arrascaeta foi eleito o melhor jogador da competição. Ele marcou um dos gols do Flamengo no empate por 2 x 2 com o Palmeiras. Ele também converteu o pênalti na decisão, abrindo a série pelo time carioca. Por conta disso, ganhou o carro do patrocinador da Supercopa do Brasil.

Abel Ferreira nervoso na tribuna

Expulso de campo, o técnico do Palmeiras, Abel Ferreira, assistiu todo o segundo tempo da tribuna de imprensa. Nervoso, ele chegou a dar socos na mesa da tribuna e discutiu com youtubers do Flamengo, que faziam a transmissão do jogo do local. Um segurança do Palmeiras chegou a ficar rosto a rosto com um youtuber, mas a turma do deixa disso afastou. Logo após o término das cobranças de pênaltis, o Abel deixou a tribuna cabisbaixo.

Vídeos
Últimas notícias