Diarreia de goleiro obriga técnico a improvisar volante no gol na Série D

O reserva Murilo, do Santos-AP, não pode entrar em campo devido a uma infecção alimentar e o volante Otávio teve que ser improvisado

atualizado 15/10/2020 9:53

A última divisão do futebol brasileiro tem seu charme e também suas histórias exóticas para contar. Na noite dessa quarta-feira (14/10), o Santos-AP foi derrotado por 3 x 1 pelo River-PI, mas pode-se dizer que saiu no lucro. Isso porque o técnico Edson Porto precisou escalar um jogador de linha no gol depois de o goleiro reserva, Murilo, alegar dor de barriga para não entrar em campo.

O novo “causo” da Série D ocorreu porque o goleiro titular, Vinicius, se lesionou. Ao ser acionado, Murilo alegou que não se sentia bem. Conforme informações do site ge.globo, ele passou a noite com infecção alimentar e estava fraco.

“Essa noite, tive uma infecção alimentar, não consegui dormir direito, passei mal com muita diarreia e dor de cabeça e fiquei tonto. Sem condições. Tentei comer algo no almoço também, fui à médica, e ela disse que era infecção alimentar”, afirmou o goleiro reserva.

Ainda de acordo com informações do portal, o técnico Edson Porto sabia do problema com Murilo. Ciente de que ele não tinha condições de jogo, decidiu colocar o volante Otávio na meta. “O Murilo passou a noite muito mal e não estava conseguindo nem ficar nem em pé. Então, nós começamos desse jeito. Fiz aquilo que a gente faz no recreativo, com o Otávio no gol. Tinha que ir, e ele era a melhor opção”, alegou o técnico.

Com a derrota, o Santos-AP segue na lanterna do grupo 2 da Série D, com seis pontos em seis jogos disputados. O River-PI é o terceiro, com 10 pontos. Já no grupo 6, os times do DF têm feito bonito. Após seis rodadas, o Gama lidera com 16 pontos e o Brasiliense assumiu a segunda colocação, com 11 pontos, ao bater o Tupynambás, fora de casa, por 4 x 1.

Vídeos
Últimas notícias