Brasiliense goleia o Tupynambás e assume a 2ª posição no Grupo A6

Com gols do estreante Maicon Assis, Luquinhas e Zé Love (duas vezes), o Jacaré aplicou 4 x 1 no Baeta e chegou a 11 pontos na competição

atualizado 15/10/2020 0:06

Jogando fora de casa na noite desta quarta-feira (14/10), o Brasiliense Futebol Clube entrou no gramado do Estádio Mario Helênio, em Juiz de Fora-MG, para encarar o Tupynambás, e embalou a segunda goleada seguida na Série D. O Jacaré começou perdendo no primeiro tempo, mas manteve a postura ofensiva na segunda etapa e saiu com os três pontos ao vencer por 4 x 1.

O estreante Maicon Assis, Luquinhas e Zé Love (duas vezes) balançaram a rede pelo lado amarelo. Fabinho Alves descontou para o Baeta. Com o resultado, o Jacaré alcaçou 11 pontos e assumiu a segunda colocação do Grupo A6.

O próximo compromisso do Jacaré será na próxima segunda (19/10), às 16h, na Boca do Jacaré. O adversário será o Villa Nova, de Minas Gerais.

Primeiro tempo truncado

Mesmo voltando a jogar no esquema com um homem de referência, o Jacaré não perdeu a característica de movimentação e buscava envolver o adversário em um começo de jogo truncado. A equipe amarela foi a primeira a chegar com perigo, logo com um minuto. Peu soltou o pé em uma falta de longe que parou na defesa do goleiro Arthur.

Até os 15 minutos, o jogo ficou concentrado no meio campo e nenhuma jogada incisiva era construída por ambas as equipes, até que Peninha achou Luquinhas penetrando na defesa. O camisa 7 dominou e dividiu com Arthur, que ficou com o domínio da bola.

Aos 21’, Romário dominou pela ponta direita e tentou colocar no ângulo da meta vermelha, mas a bola saiu por cima. A resposta do Baeta veio aos 27 minutos, no cruzamento de Paulo Vitor, que foi direto para o gol e Fernando Henrique socou para escanteio.

A equipe da casa cresceu no jogo após a primeira chegada. Aos 30’, Fabinho Alves pegou de primeira dentro da área. A bola desviou na defesa e explodiu no travessão. Seis minutos mais tarde, Peu cobrou falta pela direita, e novamente Arthur foi na bola para fazer a defesa. No lance seguinte, Peninha cobrou escanteio na cabeça de Keynan e a bola saiu rente à trave.

Aos 38’, os donos da casa chegaram ao gol. Em um bate rebate na área, Fernando Henrique espalmou e Fabinho Alves empurrou para o gol.

Brasiliense volta melhor e decide o jogo

O Jacaré voltou com uma postura extremante agressiva para a segunda etapa, e com cinco minutos conseguiu a virada. O primeiro gol saiu com um minuto. O estreante Maicon Assis, que aproveitou a sobra de bola e bateu no cantinho. O segundo saiu dos pés de Zé Love, que recebeu de Peninha e bateu se chances para o goleiro.

Após os gols, a pressão era toda do Jacaré. Aos 10’, Zé Love arriscou de fora, mas a bola subiu. Em seguida, Zé Love serviu Peninha com o gol aberto, mas o meia também chutou por cima.

Aos 12’, o Baeta conseguiu respirar e construir uma descida. Bruno Vieira arriscou de longe e Fernando Henrique fez a defesa. O Jacaré respondeu com gol. Aos 18’, Luquinhas recebeu na entrada da área, limpou a marcação e bateu colocado no cantinho para ampliar.

O quarto gol do Jacaré não demorou a sair. Com 21 jogados, a dobradinha Peninha e Zé Love funcionou mais uma vez. O camisa 11 cruzou pela direita, e o artilheiro do amor estava dentro da pequena área para desviar e fazer o quarto do Brasiliense e o seu segundo no jogo.

Com 39’, Romarinho fez uma ótima jogada pela esquerda e cruzou de cavadinha para Maicon Assis, que tentou de voleio e a bola saiu pela linha de fundo. Aos 44’, Diego ainda tentou descontar para o Tupynambás, no chute de fora, mas Fernando Henrique defendeu sem problemas, colocando fim nas emoções da partida.

Ficha técnica
Tupynambás 1 x 4 Brasiliense
Campeonato Brasileiro Série D 2020 –  Fase grupos – Sexta rodada
14/10/2020, 20h30, Estádio Mario Helênio – Juiz de Fora, Minas Gerais
Árbitro: Rafael Martins de Sá-RJ
A1: Luiz Antônio Barbosa-MG
A2: Douglas Almeida Costa-MG
4º árbitro: Paulo César Zanovelli-MG

Tupynambás: Arthur; Paulo Vitor, Adriano (Gustavo), Guilherme (Diego) e Adriano Silva; Vinicius, Marcos Vinicius (Coquinho) e Wellington Batista (Bruno Vieira); Nunes (Marcus), Fabinho Alves e Ygor. Técnico: Guiba
Gols: Fabinho Alves (38’ 1T)
Brasiliense: Fernando Henrique; Diogo, Badhuga, Keynan e Peu; W. Balotelli, Bruno Lima e Romário (Maicon Assis); Peninha (Marcos Aurélio), Luquinhas (Romarinho) e Zé Love (Mariano). Técnico: Edson Souza
Gols: Maicon Assis (1’ 2T), Zé Love (5’ 2T e 21’ 2T) e Luquinhas (18’ 2T)

Vídeos
Últimas notícias