De camisa nova, São Paulo atropela o Bragantino no Brasileirão

Tricolor não tomou conhecimento do adversário, fez 3 x 0 e voltou a vencer na competição nacional

atualizado 14/08/2022 18:29

Twitter/Reprodução

Na estreia do novo terceiro uniforme, inspirado no agasalho do time campeão mundial em 1992, o São Paulo bateu o Red Bull Bragantino com autoridade neste domingo (14/8), no Morumbi. A equipe de Rogério Ceni fez 3 x 0 no adversário do interior paulista e encerrou um jejum de seis jogos sem vitória no Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o São Paulo chega aos 29 pontos e fica a apenas um ponto de distância do Red Bull Bragantino (30) e se mantém na briga por uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores.

No futebol, os panoramas podem se modificar rapidamente. Até os 24 minutos do primeiro tempo, o jogo se arrastava, nenhum dos times se encontrava em campo ou ameaçava a meta adversária. Até que uma pressão do São Paulo para recuperar rapidamente a posse de bola surtiu efeito. Reinaldo encontrou um passe vertical, nas costas da marcação, para Rodrigo Nestor. O jovem, cara a cara com o goleiro, não desperdiçou e inaugurou o marcador no Morumbi

Depois do gol, o São Paulo seguiu controlando a partida, sem deixar que o Red Bull Bragantino crescesse. Tanto que aos 42, uma grande oportunidade foi criada para o time tricolor em contra-ataque. Patrick demorou demais para fazer o passe, mas a bola acabou chegando em Reinaldo, que devolveu para Patrick na grande área, cobrando grande defesa de Cleiton.

O placar do primeiro tempo foi condizente com a proposta das duas equipes. O time de Barbieri não ofereceu muitos riscos, enquanto o São Paulo foi mais eficiente nas poucas oportunidades que teve, controlando bem o adversário.

Nos primeiros instantes do segundo tempo, o Red Bull Bragantino mudou sua postura, pressionando em linha alta. O São Paulo replicou a mesma postura e até ensaiou uma blitz. Com um jogo mais franco, o futebol exibido elevou a empolgação do duelo.

Assim, saiu o segundo tento do São Paulo. O ataque tricolor tentou duas vezes jogar a bola para a grande área. Na terceira, Reinaldo achou Calleri, que, de cabeça, fez a alegria do torcedor são-paulino. Foi a segunda assistência do lateral no jogo. Mal deu tempo de comemorar o segundo, o São Paulo já fez o terceiro. Rodrigo Nestor brigou pela bola, empurrou para Igor Vinícius. O jogador deu uma pancada, estufando as redes do Red Bull Bragantino.

Mesmo após os gols sofridos e todas as substituições feitas, o Red Bull Bragantino não conseguiu produzir ofensivamente e se mostrou bastante abatido. O São Paulo persistia como o time mais perigoso e estava mais perto de ir às redes novamente.

Na quinta-feira, o São Paulo retorna aos gramados às 21h para enfrentar o América-MG na Copa do Brasil. No jogo de ida, o conjunto tricolor saiu vencedor por 1 a 0 e precisa de um empate para se classificar para a semifinal. Já o Red Bull Bragantino, volta a atuar apenas no domingo, às 18h. O time do interior paulista recebe o Ceará, às 18h, pelo Brasileirão.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 3 x 0 RED BULL BRAGANTINO

SÃO PAULO – Felipe Alves; Diego Costa, Miranda (Luizão) e Léo; Igor Vinícius, Gabriel Neves (Andrés), Rodrigo Nestor e Reinaldo; Patrick (Alisson), Luciano (Nikão) e Calleri (Eder). Técnico: Rogério Ceni.

RED BULL BRAGANTINO – Cleiton; Aderlan, Léo Ortiz, Lomónaco (Ramon) e Luan Cãndido; Lucas Evangelista, Raul e Hyoran (Andrés Hurtado); Artur (Helinho), Sorriso (Gabriel Novaes) e Jan Hurtado (Carlos Eduardo). Técnico: Mauricio Barbieri.

GOLS – Rodrigo Nestor, aos 24 minutos do primeiro tempo; Calleri, aos 13 minutos; Igor Vinícius, aos 15 do segundo tempo

ÁRBITRO – Paulo Cesar Zanovelli da Silva (MG).

CARTÃO AMARELO – Miranda.

PÚBLICO – 31.358 torcedores.

RENDA – R$ 1.326.973,00.

LOCAL – Estádio do Morumbi.

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias