Dando tango! Veja quatro fatores que justificam momento mágico da Argentina

Argentinos enfrentam o Peru nesta quinta-feira (14/10) cheios de motivos para comemorar a boa fase na temporada

atualizado 13/10/2021 23:37

Jam Media/Getty Images

Depois de ficar como coadjuvante do Brasil nos últimos ciclos da Copa do Mundo, a Argentina chega com a bola toda para 2022.

Os argentinos estão em grande fase desde a conquista da Copa América e ameaçam o primeiro lugar do Brasil nas Eliminatórias. Veja quatro motivos para o excelente momento da Argentina no ano:

Messi “convertido”

Como nos últimos anos, Messi é a referência da Seleção dentro de campo. Mas em 2021 o craque ex-Barcelona parece realmente ter vestido de fato as cores dos Argentina.

Depois de ser fundamental no título da Copa América, Messi parece jogar com um brilho a mais desde então. A vibração do camisa 10 com a apresentação da taça da competição continental no jogo contra a Bolívia nas Eliminatória é o retrato da devoção total de Messi à camisa da Argentina.

Último ciclo?

Nas Eliminatórias, Messi vem mostrando que quer jogo. Já são seis gols na competição, mesma quantidade do parceiro de PSG Neymar e dois a menos que Marcelo Moreno, artilheiro do certame.

Aos 34 anos, o argentino caminha para o que deve ser seu último ciclo de Copa do Mundo e quer enfim conquistar o Mundial com as cores de seu país depois de bater na trave no Brasil em 2014.

No último jogo, contra o Uruguai, Messi novamente foi fundamental com um gol e uma assistência na vitória por 3 x 0. Nesta quinta-feira (14/10), contra o Peru, o camisa 30 do PSG terá mais uma nova chance de liderar os argentinos em mais um triunfo na competição.

Companheiros de qualidade

Se antes Messi jogava praticamente sozinho, hoje o cenário é diferente. O craque conta com companheiros senão a sua altura, mas que conseguem carregar o piano ao lado da estrela.

No gol, Emiliano Martinez confere a segurança que pouco havia em elencos anteriores, sendo um dos pilares do time. No meio, Lo Celso é o coadjuvante de luxo ao lado de Messi. O meia do Tottenham lidera as Eliminatórias, com 5 passes para gol.

E no ataque, Lautaro Martínez, mais maduro, divide a missão de fazer gols com Messi e ajudar nas vitórias da Argentina.

Bom futebol e primeiro lugar em mente

Se nas últimas Eliminatórias os argentinos ficaram atrás do Brasil, o mesmo pode não se repetir em 2022. Com 22 pontos contra 28 da Seleção Brasileira, a Argentina já vislumbra o primeiro lugar da disputa.

Isso porque Brasil e Argentina ainda se enfrentam duas vezes pelo torneio. A primeira já na próxima Data Fifa, no dia 16 de novembro. E o fatídico jogo cancelado em São Paulo que ainda não foi remarcado.

Assim, os argentinos podem tirar os seis pontos de diferença dos brasileiros e o primeiro lugar da competição não parece um sonho tão distante assim.

Argentina e Peru se enfrentam nesta quinta-feira (14/10) às 20h30, com transmissão do SporTV. 

 

 

 

Vídeos
Últimas notícias