Com o Santos de olho, Robinho deixa futebol turco e está livre no mercado

"Gostaríamos de agradecer a Robinho, um atleta exemplar, com sua personalidade e caráter humildes", escreveu o Basaksehir

atualizado 07/08/2020 12:40

Robinho Istanbul BasaksehirEtsuo Hara/Getty Images

O Istanbul Basaksehir anunciou nesta sexta-feira (7/8) a saída oficial de Robinho. O clube tinha prioridade na renovação de contrato com o atacante brasileiro, mas decidiu liberá-lo. O Santos, onde ele se formou, tem interesse em contar com ele para a temporada atual.

“Gostaríamos de agradecer a Robinho, um atleta exemplar, com sua personalidade e caráter humildes, por seus esforços em nosso clube e desejando sucesso pelo resto de sua carreira”, dizia a publicação de despedida ao jogador.

Aos 36 anos, Robinho agora está livre para assinar com qualquer clube. Por causa da condenação após acusação de estupro, na Itália, havia o receio do jogador voltar ao Brasil e ser preso, como noticiou o UOL, em novembro de 2019. No entanto, ele esteve na cidade Santos no fim de julho, de férias, segundo a Gazeta Esportiva, e não foi detido.

Sobre as especulações e o interesse do Peixe, o assessor do Santos garantiu ao Metrópoles que Robinho está “bem distante do clube”, neste momento. A entidade máxima do futebol, a Fifa, decidiu punir a instituição por dever 3,4 milhões de dólares ao Huachipato pela compra de Soteldo, e o Santos está proibido de contratar jogadores pelas próximas três janelas de transferência.

Além disso, o Alvinegro da Vila tem sido processados por atletas que alegam salários atrasados e, para se livrar da punição da Fifa, o clube teria de quitar a dívida, e não sobraria muito para ter um acordo com Robinho, cujo salário gira em torno de R$ 1 milhão.

Vídeos
Últimas notícias