Classificado, Brasil volta ao Maracanã para defender invencibilidade

Seleção Brasileira fará o último jogo oficial diante da sua torcida antes de embarcar para o Catar, para disputa da Copa do Mundo

atualizado 23/03/2022 20:32

Neymar, Marquinhos e Paquetá após derrota do Brasil para Argentina no Maracanã, pela final da Copa AméricaAlexandre Schneider/Getty Images

Nesta quinta-feira (23/3), a partir das 20h30, a Seleção Brasileira se reencontrará com um palco de muitas alegrais e algumas tristezas: o Estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã. O duelo será contra o Chile, que, ao contrário do Brasil, ainda não tem vaga garantida para o Mundial no Catar.

Para o penúltimo jogo das Eliminatórias, o técnico Tite fará alguns testes no time que começará a partida. Neymar deve atuar como falso 9, com Vinicius Júnior e Antony sendo atacantes pelos lados. Um ataque sem referência fixa na área, porém com muita mobilidade.

Outra novidade na escalação inicial pode ser Guilherme Arana na lateral esquerda. Destaque do Atlético-MG nas conquistas recentes, torcedores têm cobrado a presença do jogador entre os 11 iniciais.

Adversário

Sexto colocado e com risco de ficar de fora da Copa do Mundo pela segunda vez seguida, o Chile não tem muita alternativa a não ser vencer. O fato de chilenos precisarem vencer pode complicar o jogo para o Brasil. Mas a necessidade de procurar a vitória pode deixar o jogo mais aberto.

No momento, a seleção chilena está a dois pontos do Peru, quinto colocado, posição que não garante vaga direta para a Copa do mundo, sendo necessário disputar a repescagem. Já com relação ao Uruguai, quarto colocado, a diferença é de três pontos. Chile e Uruguai se enfrentam na última rodada, em Santiago.

Reencontro

Desde 2008, a Seleção não disputava uma partida de Eliminatórias no Maracanã. Naquela época, o estádio sequer tinha passado pelas obras para Copa de 2014. Foi uma partida contra a Colômbia, que terminou em 0 x 0.

No entanto, a última vez do Brasil no Rio de Janeiro foi em julho do ano passado, ocasião em que acabou derrotado por 1 x 0 pela Argentina, na final da Copa América.

Já a última boa lembrança foi em 2013, quando a Seleção foi campeã da Copa das Confederações ao vencer a Espanha por 3 x 0. Se levar em conta a Seleção Olímpica, houve a conquista inédita da medalha de Ouro, na Rio 2016.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesesportes.

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias