Brasiliense roda o elenco e empata jogo-treino contra o Taguatinga

Em preparação para a estreia na Copa Verde, diante do Vitória-ES, o Jacaré fez seu sétimo amistoso e aproveitou para usar muitos atletas

Lucas Bolzan/Especial para o MetrópolesLucas Bolzan/Especial para o Metrópoles

atualizado 18/07/2019 18:30

Um dia depois de bater o Anápolis por 2 x 1 em jogo-treino, o Brasiliense voltou a demonstrar bom desempenho na preparação para a Copa Verde, quando estreia contra o Vitória-ES, no próximo dia 27, às 15h, no estádio Salvador Costa. Nesta quinta-feira (18/07/2019), o Jacaré mesclou bastante o time – usou, inclusive, atletas não relacionados para a viagem à Anápolis – e empatou por 3 x 3 com os jovens do Taguatinga.

O técnico Ricardo Antônio iniciou o jogo-treino com: Fernandes, Bruno Leite, Lúcio, Pablo e China; Yves, Gabriel, Almir e Gleissinho; Elcarlos e Michel Platini.

Mesmo com as mudanças, o Jacaré foi para cima dos adversários e administrou o jogo desde o início, envolvendo o time adversário. O primeiro gol da partida saiu na reta final do primeiro tempo, aos 36 minutos. Em um contra-ataque de qualidade, a bola quicou na frente de Michel Platini, que bateu forte de primeira no ângulo, abrindo o placar na Boca do Jacaré.

Logo em seguida, o Taguatinga não se abateu. A Águia reagiu e, em cruzamento na área, Omar subiu mais que a marcação, empatando o jogo ainda nos primeiros 45 minutos.

Com alguns atletas cansados, o treinador Ricardo Antônio fez ainda mais mudanças no segundo tempo, principalmente usando jogadores que não atuaram contra o Anápolis. Fernandes, Alex Murici, Welton Felipe, Preto Costa, China, Gabriel, Radamés, Fabinho, Edno, Vitor Mariano e Elcarlos iniciaram a etapa final.

Logo aos 2 minutos, Gabriel acertou um forte chute de fora da área e recolocou o Brasiliense em vantagem: 2 x 1. À frente no placar, o Jacaré tentou mais uma vez cadenciar a partida, diminuiu o ritmo, o que motivou o treinador a fazer novas mexidas. E o gol acabou saindo com Alex Murici, aos 28, após fazer uma tabela dentro da área e bater forte rasteiro.

Nos 10 últimos minutos, o Taguatinga encontrou forças e tratou o jogo como uma decisão de campeonato. A garotada não se intimidou em relação à experiência do Jacaré e partiu para cima. Aos 35 minutos, diminuiu o certame, com Eriksson. O segundo gol deu mais incentivo ao Taguatinga, que acabou achando o empate. Após Preto Costa cometer pênalti próximo à pequena área, Jardson, com tranquilidade, empatou a partida, três minutos depois, dando números finais ao duelo em 3 x 3.

Balanço de jogos
Em sete jogos-treinos disputados, o Brasiliense teve um aproveitamento de três vitórias (Anápolis, Legião e Planaltina), três empates (Vila Nova, Atlético-GO e Taguatinga) e uma derrota (Goiás).

O time ainda trabalhará no fim desta semana, para dar início aos últimos sete dias de preparação antes do duelo diante dos capixabas. Ainda não há confirmações de mais jogos-treinos, mas as atividades serão mescladas entre o Estádio Serejão e o Centro de Treinamento, no Setor de Clubes Sul.

Últimas notícias