Brasiliense e Vitória empatam em 0 x 0 no primeiro jogo do mata-mata

Partida foi disputada no Espírito Santo, na tarde deste sábado (15/06/2019). Duelo no próximo domingo definirá quem vai avançar de fase

atualizado 17/06/2019 11:41

Rodrigo Gavini/Especial para o Metrópoles

A segunda fase da Série D do Campeonato Brasileiro começou neste sábado (15/06/2019) para o Brasiliense, que visitou o Vitória-ES no duelo de ida do mata-mata. Em um jogo movimentado e com clima de decisão, o Jacaré se comportou bem durante toda a partida. O time teve excelentes oportunidades para sair com o resultado positivo, mas a rede não quis balançar: 0 x 0. A definição de quem avança no torneio será no domingo (23/06/2019), na Boca do Jacaré, em Taguatinga.

Debaixo de calor e de muito barulho da torcida adversária, a partida começou de forma equilibrada. No ritmo “lá e cá”, as duas equipes criavam oportunidades para abrir o placar. Com liberdade e velocidade, o Brasiliense teve a primeira chance de gol aos quatro minutos, quando, após rápida troca de passes, Romarinho ficou cara a cara com o goleiro Harisson, mas chutou em cima do camisa 1.

O Vitória, querendo dar o troco, também chegava com perigo nas jogadas pelo meio-campo. Infiltrando pela defesa do Jacaré, Carlos Victor quase abriu o placar, após ver espaço na entrada da área e finalizar com força. A bola, no entanto, saiu pela linha de fundo.

Com mais posse de bola, o Brasiliense dominou boa parte do primeiro tempo. Além de Romarinho, Tchô, Fabinho e Edno obrigaram o goleiro capixaba a trabalhar e realizar boas defesas.

A última chance antes do intervalo foi com Edno, aos 44 minutos, que recebeu pela ponta, mas finalizou fraco.

Veja fotos do confronto:

0
Jacaré peca nas finalizações

No segundo tempo, as duas equipes voltaram com a mesma formação – e o mesmo ritmo – do primeiro. O Jacaré continuava na pressão. Rodando a bola da esquerda para a direita, o esquadrão amarelo confundia a defesa adversária, conseguindo boas faltas na entrada da área, mas sem sucesso na hora das cobranças.

Seguindo no toque de bola, o Brasiliense teve grande oportunidade de abrir o placar aos 20 minutos, com Tchô. Após receber passe na entrada da área, o meia finalizou colocado e forte no ângulo, mas a bola passou raspando a trave de Harisson.

O tempo foi passando e o jogo foi ficando mais cadenciado. O técnico do Jacaré, Ricardo Antônio, começou a fazer mudanças, assim como Valdir Bigode no Vitória.

O número de faltas em campo aumentou, mas as duas equipes ainda crivavam boas chances, embora o Vitória tenha se fechado na defesa. Com a estratégia de mais marcação, o Jacaré tocava a bola e valorizava o passe para segurar o empate.

Decisão na Boca do Jacaré

O empate sem gols deixou o duelo aberto para ser decidido na Boca do Jacaré, no próximo domingo (23/06/2019), às 15h30. Em caso de novo empate, o duelo vai para os pênaltis. O vencedor enfrentará o classificado do confronto entre Ituano-SP x Caldense-MG.

Ficha técnica

VITÓRIA

Herisson; Cassio, Ferrugem, Léo Breno e Emerson; Nick, Thiago, Watson (Henrique Ramos) e Carlos Victor (Vitinho); Baiano (Kaio) e Pernão
Técnico: Valdir Bigode

BRASILIENSE

Edmar Sucuri; Alex Murici, Lúcio, Badhuga e China; David Manteiga, Aldo e Tchô (Peninha); Romarinho, Fabinho (Sandy) e Edno (Michel Platini)
Técnico: Ricardo Antônio
Cartão amarelo: Aldo

Local: Estádio Salvador Costa, Vitória-ES
Público e renda: não divulgados
Árbitro: Leonardo Ferreira Lima (PR)

Vídeos
Últimas notícias