Classificado. Brasiliense vence o Serra e garante liderança do grupo

Vitória deu ao Jacaré a primeira colocação do grupo A13, com um ponto à frente do Ituano. Equipe do DF enfrentará o Vitória (ES) na 2ª fase

Rodrigo Gavini/Especial para o MetrópolesRodrigo Gavini/Especial para o Metrópoles

atualizado 09/06/2019 23:01

Pela última rodada da primeira fase da série D do Brasileirão, o Brasiliense, na noite deste domingo (09/06/2019), foi até o Espírito Santo enfrentar o Serra, no estádio Robertão. Lutando pela liderança do grupo, o Jacaré teria que vencer a partida, além de torcer pela derrota do Ituano para a URT-MG. Deu tudo certo, conforme o planejado. Aldo garantiu a vitória do time do DF por 1 a 0, jogando fora de casa. Em Minas, a equipe do Ituano foi derrotada, fazendo o Jacaré, invicto no campeonato, ficar em primeiro no grupo A13 da competição nacional.

O Brasiliense começou a partida com poder ofensivo. Com as entradas de Edno e a estreia do Tchô na titularidade, a equipe buscava ter velocidade e dinamismo dentro de campo para surpreender os adversários jogando fora de casa.

Com chegadas de perigo, o Jacaré ameaçou o Serra com duas vezes antes de 20 minutos. Na primeira, após uma cobrança de lateral na área, arremessada por Alex Murici na cabeça de Badhuga, que obrigou Walter a realizar uma boa defesa, aos nove minutos. Já aos 16, o arqueiro capixaba evitou a finalização de Tchô, depois de rápido contra-ataque puxado por Romarinho.

Impondo a força ofensiva, o Brasiliense continuava forte na busca do primeiro gol. Porém, mais uma vez, os jogadores do Jacaré foram surpreendidos pela atuação de Walter, que fez mais uma grande defesa aos 24. Fabinho ganhou a bola pela ponta e cruzou rasteiro para Edno.

A partir dos 30 minutos, o jogo ficou mais equilibrado. O Serra tentava chegar pelas laterais, mas a defesa do Jacaré estava atenta para fazer a marcação atenciosa. Sempre puxando fortes contra-ataques, o jogo era parado no meio campo, com faltas. Em uma dessas oportunidades de bola parada, Alex Murici quase marcou, após dobrar forte e a bola quicar na frente do goleiro adversário. Ele para a defesa tirar.

Insistindo na pressão, o Brasiliense pressionou até o último lance do primeiro tempo e, aos 41 minutos, Tchô quase conseguiu abrir o placar, brilhando mais uma vez a estrela de Walter. O goleiro serrano conseguiu defender a cabeçada do meia.

Gol relâmpago

No ritmo do tempo inicial, o Brasiliense voltou a campo com a mesma formação e força ofensiva e, no primeiro minuto, conseguiu abrir o placar. Após cobrança de escanteio de Alex Murici, Edno cabeceou no travessão. No rebote, Aldo mandou para o fundo da rede, marcando seu segundo gol na competição nacional.

Querendo controlar o jogo, a equipe do Serra não conseguia passar do meio-campo, obrigando o técnico interino Allan Muzzi realizar duas mudanças de uma só vez. Mesmo com as alterações, o Brasiliense controlava a partida.

Com o passar do tempo, alguns jogadores começaram a se desgastar. Buscando valorizar a integridade dos atletas, Ricardo Antônio começou a mudar a equipe, fazendo a primeira alteração: tirou Tchô e colocou Peninha. A mudança fez a equipe capixaba pressionar e finalizar pela primeira vez aos 21 minutos, com Madison, que bateu para fora.

Três minutos depois, o Jacaré quase ampliou o placar. Alex Murici cruzou rasteiro e Fabinho desviou para Edno. Dentro da pequena área, ele finalizou rasteiro, fazendo Walter operar mais um grande milagre.

O tempo ia passando e o jogo ficou equilibrado. Segurando a bola no sistema ofensivo, o Brasiliense tentava garantir o resultado. Já o Serra, buscando pelo menos arrancar o empate na reta final, quase conseguiu o objetivo aos 43 minutos. Diego Noronha deu belo passe para Diego Alves dentro da área, mas na hora da finalização, Badhuga foi providencial para mandar a bola para escanteio.

Apesar dos três minutos adicionais, o jogo não teve mais lances de perigo e o Brasiliense comemorou a vitória fora de casa, se consolidando na liderança do grupo A13 com 12 pontos, tendo em vista que o Ituano foi derrotado pela URT, na cidade de Patos de Minas-MG, ficando apenas com 11 pontos conquistados.

Segunda fase

Finalizada toda a primeira fase da série D, o adversário do Jacaré será o Vitória-ES, na próxima etapa da competição. A equipe derrotou o Sobradinho-DF por 2 a 1 de virada, neste domingo, no estádio Serra do Lago, em Luziânia (GO). O torneio entra agora nos confrontos mata-mata de ida e volta.

Classificado em primeiro, o Brasiliense terá a vantagem de jogar o jogo da volta em casa. Em caso de resultados iguais, a disputa será nos pênaltis. Em breve, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), divulgará as datas, horários e estádio dos confrontos.

Confira como ficou o chaveamento:

São Raimundo (RR) x São Raimundo (PA)

Manaus x Real Ariquemes

Moto Club x Floresta

Atlético (CE) x Bragantino (PA)

América (RN) x Bahia de Feira

Jacuipense x Central (PE)

Flu de Feira x Salgueiro

Itabaiana x ASA

Iporá x União Rondonópolis

Patrocinense x Juazeirense

Caldense x Ituano

Brasiliense x Vitória-ES

Novorizontino x Boa Vista

Brusque x Hercílio Luz

Cianorte x Ferroviária

Avenida x Caxias

FICHA TÉCNICA

SERRA-ES X BRASILIENSE

Campeonato Brasileiro Série D 2019 – primeira fase – 6ª rodada

09/06/2019 – 18h – Estádio Robertão, Serra-ES

Público: 139 pagantes

Renda: R$ 880

Árbitro: José Ricardo Vasconcellos Laranjeira/AL

A1: Cláudio Camillo da Silva/AL

A2: Ruan Luiz de Barros Silva/AL

Quarto árbitro: Raphael Garcia de Andrade/ES

SERRA-ES

Walter, Gilmar Baiano, Rodrigo Lacraia, Marquinhos e Betinho (Igor); Canário (Diego Alves), Caetano, Alemão, Noronha, Mauri e Tony (Madson).

Técnico: Allan Muzzi

Cartões amarelos: Igor

BRASILIENSE

Edmar Sucuri, Alex Murici, Lúcio, Badhuga e China; Aldo, David Manteiga (Radamés), Fabinho e Tchô (Peninha); Romarinho e Edno (Michel Platini).

Técnico: Ricardo Antônio

Gol: Aldo (1’/2T)

Cartões amarelos: Tchô

 

Últimas notícias