Às lagrimas, Gerson se despede do Flamengo: “Voltei a ser torcedor”

"Uma das coisas mais difíceis que tem no mundo é se despedir de pessoas, de coisas que tu ama", desabafou o "Coringa"

atualizado 23/06/2021 21:39

Gerson FlamengoAlexandre Vidal / Flameng

Gerson jogou os seus últimos 90 minutos com a camisa do Flamengo nesta quarta-feira (23/6), na vitória do time sobre o Fortaleza, pela Brasileirão.

O volante já chegou para a entrevista na beira do campo, depois do jogo, chorando e respondeu às perguntas do repórter da Globo Eric Faria às lágrimas. “A gente nunca pensa em se despedir. Uma das coisas mais difíceis que tem no mundo é se despedir de pessoas, de coisas que tu ama. Quando se despede de um amigo, de um familiar… Imagina se despedir do clube que quando você era criança sempre torceu, chorou na derrota, sorriu na vitória, e um dia tem a oportunidade de vestir a camisa”, disse.

“Agora, eu voltei a ser torcedor. Nunca escondi isso de ninguém. Diria para o Gerson ser feliz, conquistar os sonhos, os objetivos e um dia voltar. Espero um dia voltar e ser recebido de braços abertos”, declarou Gerson.

“Sempre tive o sonho de jogar no Maracanã. Ver o telão me agradecendo, o time do meu coração me agradecendo por, na minha cabeça, pouca coisa, mas para milhares de torcedores muito grande. Fiquei aqui pouco tempo. Só tenho que agradecer tudo que vivi. Agradecer meus companheiros, meu staff, a assessoria… No Flamengo, você não vai só trabalhar, é uma família. Então, se despedir é difícil, deixar pessoas que você convive e ama.”

Gerson deixa o seu time do coração depois de quase dois anos, com oito título na mala: Libertadores, Recopa Sul-Americana, dois Brasileirões, duas Supercopas do Brasil e dois Cariocas.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles.

Vídeos
Últimas notícias