Após queda do Cruzeiro, Mineirão estima prejuízo em R$ 300 mil

O valor deve ser bancado pelo time celeste, mandante da partida contra o Palmeiras que consumou o rebaixamento

Reprodução/ Twitter MineirãoReprodução/ Twitter Mineirão

atualizado 10/12/2019 18:08

Dois dias após a derrota e o rebaixamento do Cruzeiro no Brasileirão, o consórcio que administra o Mineirão apresentou os resultados de uma vistoria preliminar no estádio. Citando danos em diversas estruturas da arena, a empresa contabilizou prejuízo de R$ 300 mil, valor que deve ser bancado pelo Cruzeiro, time mandante da partida.

A partida, que contou com vitória do Palmeiras por 2 x 0, foi marcada por diversas confusões nas arquibancadas do Mineirão. Somente a torcida do Cruzeiro estava presente no local por decisão anterior da Justiça. Insatisfeitos com a derrota, que decretou o rebaixamento da equipe mineira para a Série B, torcedores iniciaram brigas e depredaram parte da estrutura da arena.

De acordo com a Minas Arena, consórcio que administra o estádio, foram contabilizados danos em 24 televisores, em 6 câmeras de segurança, 2 totens e cancelas de estacionamento, 30 portas, 2 banheiros inteiros, 8 vidros de guarda corpo, 30 granitos das divisórias dos banheiros, 10 bebedouros e 60 lixeiras. Além disso, 460 cadeiras foram totalmente quebradas.

“Todos os reparos já estão em andamento, porque essa engrenagem não pode – e não vai – parar de girar. Em uma vistoria preliminar, a estimativa do prejuízo do ocorrido na partida entre Cruzeiro e Palmeiras é de aproximadamente R$ 300 mil”, apontou comunicado da concessionária.

“Serão compartilhados com o clube relatórios e orçamentos detalhados para que a restauração dos nossos espaços seja rapidamente executada – com o custo mais enxuto possível e sempre em linha com os padrões de contratação do Mineirão, que hoje apresenta um dos custos operacionais mais baratos do País ”

Curiosamente, a estimativa dos prejuízos equivalem ao valor arrecadado pelo clube mineiro com o ingressos do jogo: R$ 307.703,00.

No mesmo comunicado, a concessionária informou que todas as imagens da confusão captadas pelas câmeras de segurança durante o jogo de domingo (08/12/2019) já foram encaminhados às polícias Civil e Militar. “É importante destacar que, absolutamente todos os últimos jogos no Mineirão, com registro de ocorrências, já tiveram pessoas identificadas, que deverão ser punidas de acordo com os termos da lei.”

Últimas notícias