Após caso de racismo, Vinícius Jr. recebe apoio de jogadores nas redes

Pelé, Neymar, Lucas Paquetá, Cruzeiro e CBF usaram seus perfis oficiais para prestar solidariedade ao atacante do Real Madrid

atualizado 16/09/2022 17:49

Vinicius Júnior Silvestre Szpylma/Quality Sport Images/Getty Images

Depois de sofrer racismo por conta de suas comemorações dentro de campo, o atacante Vinícius Jr. recebeu apoio nas redes sociais nesta sexta-feira (16/9). A criação da tag #BailaViniJr foi usada por inúmeros fãs e craques do futebol, clube, instituições e celebridades, que prestaram suporte ao brasileiro e condenaram o caso.

Em seu perfil do Twitter, o rei Pelé afirmou que o futebol é “uma verdadeira festa” e que combaterá o racismo “lutando pelo nosso direito de sermos felizes”.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) condenou o ato e pediu respeito no futebol. “A CBF se solidariza e reforça: #BailaViniJr”, escreveu a entidade.

Jogadores como Neymar, Lucas Paquetá, Richarlison, Thiago Silva, Éder Militão e Raphinha também postaram mensagens de apoio para o colega e reforçaram o pedido de respeito dentro do esporte.

O Real Madrid, clube onde Vini atua, se manifestou sobre o caso afirmando condenar todo o tipo de comportamento racista e xenófobo dentro do futebol, do esporte e na sociedade.

 

Alguns clubes brasileiros, como Cruzeiro e Atlético-MG, também se posicionaram sobre o caso e mandaram força para Vinícius Jr.

O caso

Durante a exibição do programa El Chiringuito, transmitido pela emissora Mega, Vini foi alvo de um comentário racista feito por Pedro Bravo, presidente da Associação de Agentes Espanhóis. Ao comentar sobre o aviso feito por Koke, capitão do Atlético de Madrid, Pedro afirmou que as danças feitas pelo brasileiro em suas comemorações são “macaquices”.

“Você (Vinicius) tem que respeitar o rival. Quer dançar, vá ao sambódromo, no Brasil. Aqui tem que respeitar os companheiros e deixar de fazer o macaquices”, disparou.

Mais lidas
Vídeos
Últimas notícias