Apesar das lesões, gols transformaram Agüero no maior jogador do City

O artilheiro formado no Independiente é o maior goleador da história do City e um dos maiores ídolos do clube de Manchester

atualizado 03/04/2021 10:14

Sergio Aguero ArgentinaMichael Regan - FIFA/FIFA via Getty Images

Sergio Agüero está perto de encerrar mais um ciclo em sua carreira. O Manchester City confirmou na última segunda-feira (29/3) que o argentino deixará o clube após o término de seu contrato, no fim de junho deste ano. O artilheiro formado no Independiente é o maior goleador da história do City e um dos jogadores mais importantes do clube de Manchester.

Sergio Leonel Agüero Del Castillo nasceu em 2 de junho de 1988, em Quilmes, cidade – que leva o nome de uma famosa cerveja argentina – localizada em Buenos Aires, na Argentina, e começou nas categorias de base do Independiente em 2002/03. No ano seguinte, aos 15 anos, estreou como profissional pelo Rojo. Nas duas primeiras temporadas completas no time principal do Independiente, Kun anotou 23 gols em 48 partidas.

Em 2006/08, o Atlético de Madrid comprou Agüero por 21,70 milhões de euros (cerca de R$ 146,24 milhões) e no fim daquela temporada ele recebeu o prêmio de Golden Boy e melhor jogador do Mundial Sub-20. O jogador disputou essa competição em duas ocasiões, 2005 e 2007, pela Argentina, e venceu ambos os títulos.

Em seu primeiro ano com a camisa dos rojiblancos, teve um desempenho tímido – fez apenas sete gols em 42 jogos –, mas na campanha seguinte, 2007/08, marcou 30 gols em 53 partidas disputadas, segundo o portal oGol. Seguiu no Atlético até 2010/11 e chegou a conseguir uma segunda naturalidade espanhola. Ao fim do ciclo, após cinco temporadas, Aguero somou 104 gols.

0

Em 2011/12, o Manchester City desembolsou 40 milhões de euros (aproximadamente R$ 270 milhões) para ter o argentino no elenco e logo no primeiro ano na Inglaterra, Sergio repetiu o melhor desempenho da sua carreira até então: 30 gols na temporada, mas dessa vez em apenas 48 jogos. Naquele ano, Agüero também conquistou o título inédito de um campeonato nacional, a Premier League, conquista que aparece quatro vezes em seu currículo: em 2013/14, 2017/18 e 2018/19.

Depois, o artilheiro ainda bateu sua própria marca duas vezes. Em 2014/15, anotou 32 tentos em 42 partidas, e em 2016/17, chegou aos 33 gols em 45 jogos. Além disso, conseguiu ficar três temporadas seguidas, depois de 2016/17, acima dos 30 gols. Em 2017/18, fez 30 e na seguinte 32.

A temporada de 2019/20 foi a que ele sofreu a lesão que o deixou afastado dos campos por mais tempo. Assim, teve menos oportunidades, diminuindo a quantidade de bolas na rede (23) e dando espaço para seus concorrentes no time titular, entre eles, Gabriel Jesus.

Lesões

De acordo com o histórico de lesões de Agüero do Transfermarkt, o argentino começou a marcar presença no departamento médico já em seu 6º ano com a camisa do City, em 2016/17.

Teve início com problemas pequenos, como dores musculares, mas foram se agravando até o vilão principal: o joelho. Veja a linha do tempo, quantos dias precisou para se recuperar e quantos jogos ele perdeu devido a cada lesão:

2016/17
Problemas musculares, em 24 de agosto de 2016 – 14 dias lesionado , 1 jogo

2017/18
Fratura na grelha costal, em 28 de setembro de 2017 – 16 dias lesionado, 2 jogos

Lesão no joelho, em 11 de março de 2018 – 25 dias lesionado, 3 jogos

Lesão no joelho, em 13 de abril de 2018 – 44 dias lesionado, 6 jogos

2018/19
Lesão no tornozelo, em 16 de setembro de 2018 – 2 dias lesionado, 0 jogos

Lesão na virilha, em 20 de novembro de 2018 – 15 dias lesionado, 6 jogos

Doente, em 4 de janeiro de 2019 – 9 dias doente, 2 jogos

Problemas musculares na coxa, em 31 de março de 2019 – 8 dias lesionado, 2 jogos

2019/20
Lesão muscular, em 21 de novembro de 2019 – 26 dias lesionado, 7 jogos

Ruptura muscular da coxa, em 9 de março de 2020 – 22 dias lesionado, 0 jogos (futebol estava paralisado por causa da pandemia)

Lesão no joelho, em 26 de junho de 2020 – 115 dias lesionado, 17 jogos

2020/21
Lesão na coxa, em 25 de outubro de 2020 – 26 dias, 4 jogos

Lesão no joelho, em 26 de novembro de 2020 – 12 dias, 3 jogos

Testou positivo para a Covid-19, em 7 de janeiro de 2021 – 36 dias, 10 jogos

Diante de tanto tempo ausente, o brasileiro Gabriel Jesus ganhou espaço, fez boas atuações e o clube percebeu que não precisa mais de Agüero tanto como antes, além de temer por mais lesões do atacante.

Títulos e Seleção Argentina

Além dos quatro canecos da Premier League já mencionados, Agüero tem um troféu da Copa da Inglaterra, cinco da Copa da Liga Inglesa e uma Supercopa do país. Na parte reservada às conquistas internacionais, Kun ostenta uma medalha de ouro das Olimpíadas, conseguida em 2008, em Pequim (China), pela Argentina; uma Europa League pelo Atlético de Madrid, bem como a Supercopa Europeia.

Sergio representou seu país em três Copas do Mundo (2010, 2014 e 2018) e quatro Copas América (2011, 2015, 2016 e 2019). Contando com amistosos, ele fez 41 gols pela seleção em 97 partidas.

Com o contrato atual terminando em 30 de junho, o futuro de Agüero segue incerto. Há boatos de que Barcelona, Chelsea, Juventus, Inter de Milão e Atlético de Madrid estão interessados em contratar o jogador para a próxima temporada. Além do técnico argentino, Mauricio Pochettino que também monitora o atacante para reforçar o PSG.

Entre essas opções, o Barcelona seria o favorito na briga. Os catalães já teriam feito proposta para tê-lo e com esse reforço pretendem, também, convencer Lionel Messi a seguir no clube. Messi é muito amigo de Agüero e padrinho de seu filho, Benjamín Agüero Maradona.

Vídeos
Últimas notícias