Aos trancos e barrancos, Flamengo é bicampeão brasileiro

Rubro-negro carioca não começou bem a competição, chegando a ser goleado, mas cresceu na reta final e levanta a taça do Brasileirão

atualizado 26/02/2021 0:34

FLAVIO CORVELLO/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O Flamengo é bicampeão consecutivo do Campeonato Brasileiro. A campanha do título de 2020 em muito se assemelha à de 2009, quando o time arrancou na reta final, contou com a queda de rendimento de rivais e acabou conquistando a competição nacional.

0

Veja como foi a campanha que terminou com o bicampeonato brasileiro do Flamengo.

Começo com vexame
O campeonato que começou em 2020 e terminou em 2021 não teve bom início para o Flamengo. Já com o espanhol Domènec Torrent no lugar de Jorge Jesus no comando técnico do time, o rubro-negro iniciou a campanha do título com uma derrota em pleno Maracanã para o Atlético-MG, de Jorge Sampaoli.

Na segunda rodada, o adversário era o Atlético-GO e o atual campeão foi confiante para Goiânia em busca de sua primeira vitória na competição. Mas o rubro-negro fez outra partida ruim e sofreu um verdadeiro baile na capital goiana, voltando para o Rio de Janeiro com uma goleada sonora de 3 x 0 na bagagem. 

Mas o time foi se encontrando no primeiro turno e deixou as derrotas para trás. Mesmo com o início irregular, o time de Dome se reencontrou ao longo dos primeiros 19 jogos do campeonato e conseguiu chegar ao fim do turno brigando com o Internacional pela primeira posição.

Chegada de Ceni
Mas o empate contra o Inter e duas goleadas consecutivas diante de São Paulo e Atlético-MG minaram o trabalho do espanhol à frente do clube e o time apostaria em Rogério Ceni para o restante da temporada. Mas assim como Dome, o início do ídolo do São Paulo não foi dos melhores.

Um empate em casa diante do Atlético-GO, algoz do primeiro turno, fez o treinador estrear com o pé esquerdo no Brasileirão. As eliminações na Libertadores e na Copa do Brasil aumentaram ainda mais a desconfiança no trabalho do ex-técnico do Fortaleza.

Reta final
Eliminado na Copa do Brasil e na Libertadores, o foco do rubro-negro voltou-se apenas para o Campeonato Brasileiro. Elenco e comissão técnica fizeram um pacto para conquistar o último campeonato e salvar a temporada de insucessos.

Com o foco no Brasileirão, o Flamengo passou a correr por fora da disputa pelo título. Viu o São Paulo disparar na liderança e se perder em 2021. Logo depois, viu de camarote o Internacional assumir a ponta. E seguiu fazendo seu dever de casa.

Na reta final, aproveitou deslizes do Colorado para encostar de vez nas primeiras posições. E grandes jogos nas rodadas derradeiras colocaram o atual campeão novamente na briga, como as vitórias sobre Palmeiras, Grêmio e o próprio Inter na penúltima rodada, jogo que colocou o time carioca na liderança.

O título veio mesmo com derrota para o São Paulo, algoz na temporada. E a taça veio com muito sofrimento, com o Inter pressionando o Corinthians, mas o troféu vai mesmo para o Rio de Janeiro, para um Flamengo que não foi nem de longe o melhor clube da competição, mas o que mais soube aproveitar as chances que lhe foram dadas.

E coroa a força do rubro-negro no cenário nacional, em um campeonato praticamente perdido, mas que terminou com título do time carioca, que não desperdiçou as oportunidades e que realmente quis ser campeão. Bicampeão.

Vídeos
Mais lidas
Últimas notícias