Ex-colega de Tom Brady é preso por violência doméstica e vandalismo

A vítima, que representou ela mesma, conseguiu uma ordem de restrição contra o ex-atleta

atualizado 26/10/2021 16:13

Patrick Chung PatriotsMaddie Meyer/Getty Images

Patrick Chung, ex-companheiro de Tom Brady, foi preso nessa segunda-feira (25/10) pelo Departamento de Polícia de Milton, em Massachusetts, acusado de violência doméstica e vandalismo.

Os registros do polícia constam que o ex-jogador teria vandalizado uma propriedade e agredido a mãe de seus filhos. Chung compareceu ao tribunal nesta terça-feira (26/10) e afirmou ser inocente. A vítima, que representou ela mesma, conseguiu uma ordem de restrição contra o ex-atleta.

Patrick conseguiu ser solto após pagar 10 mil dólares (R$ 55,6 mil) de fiança e outra audiência sobre o caso deve ocorrer em janeiro de 2021.

Chung se aposentou durante a temporada de 2020 e, durante a carreira, venceu três Super Bowls ao lado de Tom Brady pelo New England Patriots.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles.

Vídeos
Mais lidas
Últimas notícias