*
 

Sai o Carnaval, entram as Olimpíadas de Inverno. Na madrugada desta quinta-feira (15/2), a delegação brasileira em PyeongChang, na Coreia do Sul, estreia oficialmente no evento. A primeira dos 10 atletas canarinhos a entrar na competição é a mineira Jaqueline Mourão, 42 anos. Veterana em Jogos Olímpicos, ela participa da prova de 10km estilo livre de esqui cross country: modalidade conhecida como maratona do esqui, cujo objetivo é percorrer grandes distâncias no menor tempo possível. A prova será realizada entre 4h e 6h30 (horário de Brasília).

Multiatleta de renome nacional e internacional, Jaqueline Mourão é a única entre os esportistas do país que competiu em duas Olimpíadas de Verão e quatro de Inverno. Sua participação nesses eventos foi em três diferentes esportes: esqui cross country (além desta edição, Turim 2006, Vancouver 2010 e Sochi 2014), biatlo de inverno (Sochi) e montain bike (Atenas 2004 e Pequim 2008).
CBDN/Divulgação

A mineira Jaqueline Mourão: experiência e marcas invejáveis


Reconhecimento

Por cinco vezes, Jaqueline foi eleita pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) como a melhor atleta de mountain bike (de 2002 a 2006) e, em 2012, melhor dos esportes de neve. O reconhecimento também veio com a escolha, pelo COB, de Jaqueline Mourão como porta-bandeira da delegação brasileira nas cerimônias de encerramento dos jogos de Vancouver e de abertura em Sochi.

Em PyeongChang, a mineira se igualará a Formiga, estrela da Seleção Brasileira de Futebol Feminino que participou de seis Olimpíadas (é a única representante do futebol, em todo o mundo, a marcar presença nesse total de edições olímpicas). Entre os homens, Torben Grael, Rodrigo Pessoa (hipismo), Hugo Hoyama (tênis de mesa) e Robert Scheidt (vela) também têm seis Olimpíadas carimbadas.

Grande campeã

Reprodução
Ainda nesta quinta-feira (15), com provas classificatórias entre 23h e 0h25 (horário de Brasília), a snowboarder Isabel Clark entra nas Olimpíadas. Uma participação festejada, visto que é da atleta o melhor resultado da história de brasileiros em jogos de inverno: o nono lugar no snowboard em Turim. Ela pretende melhorar – ou no mínimo repetir – esse resultado na edição 2018, aos 41 anos.

Tem tudo para conseguir. A carioca foi campeã brasileira da modalidade nada menos do que 21 vezes. Também conquistou em 13 ocasiões o título de campeã sul-americana de snowboard: ela lidera o ranking atual. Nada mal para a representante de um país sem neve e que treina no vizinho Chile.

A final da categoria de Isabel está marcada para esta sexta (16), entre 1h15 às 2h15.

Estreante

CBDN/Divulgação

Victor entra na competição nesta sexta (16), também no esqui cross country: estreia olímpica

 

O esqui cross country conta com a atleta mais experiente da delegação tupiniquim e com um dos mais novos, o paulista Victor Santos, 20 anos, que estreia em PyeongChang. Ele entra na competição nesta sexta (16), na prova de 15km estilo livre, a ser realizada entre 4h e 5h50 (horário de Brasília).

De um bairro humilde, nas cercanias da Cidade Universitária, em São Paulo, Victor foi descoberto em 2012, no projeto social Ski na Rua, desenvolvido pelo ex-atleta olímpico Leandro Ribela. A iniciativa estimulava jovens a simularem movimentos do esqui cross country em pleno asfalto. Aos 17 anos, Victor encarou como brincadeira o esporte que o levaria, três anos depois, à Coreia do Sul.

 

Descida contra o relógio

CBDN/Divulgação
Neste sábado (17), o cearense Michel Macedo estreia na competição. Caçula da delegação verde-amarela, com apenas 19 anos, ele é atleta de esqui alpino e vai competir nas categorias Slalom Gigante e Slalom Especial (dia 21). As duas provas são uma corrida contra o relógio (sendo a segunda ainda mais rápida), na qual os atletas devem passar por uma série de pórticos distribuídos pelo percurso.

Macedo pretendia participar de quatro provas na competição, mas uma lesão no joelho, três dias antes da abertura oficial, o obrigou a desistir de duas. Ainda assim, as chances de medalha do brasileirinho, que gosta de treinar em Vermont (EUA) são altas. São dele os melhores resultados do país na história do esporte: Michel Macedo ficou entre os 15 primeiros nos Jogos Olímpicos da Juventude 2016, em Lillehammer, Noruega.

 

Bobsleders

CBDG/Divulgação
Domingo (18), estreia a equipe de um dos esportes mais interessantes das Olimpíadas de Inverno, o bobsled. Modalidade que boa parte do mundo conhece desde 1993, quando foi lançado o filme Jamaica Abaixo de Zero, que contava a história de atletas que queriam participar da corrida numa espécie de trenó em alta velocidade, mas treinavam sob o sol intenso do Caribe.

O Brasil tem cinco representantes no esporte: Rafael Souza, Odirlei Pessoni, Edson Bindilatti, Edson Martins e Erick Vianna (reserva), que treinam em uma pista própria para a prática, no Núcleo de Alto Rendimento Esportivo, em São Paulo.  A equipe chegou com moral em PyeongChang: Edson foi o porta-bandeira do Brasil na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos (imagem em destaque).

Quem quiser conferir o desempenho tupiniquim no bobsled, a competição está marcada para 8h (horário de Brasília).

 

Dança no gelo

CBDG/Divulgação
Na terça (20), o Brasil poderá conferir o desempenho da última atleta de nossa delegação a entrar na disputa por medalhas olímpicas. Isadora Williams, 22 anos, nasceu nos Estados Unidos, em Marietta, mas, filha de mãe brasileira, tem dupla cidadania e defenderá as cores verde e amarela na pista de patinação artística de PyeongChang.

Esta é a segunda edição das Olimpíadas de Inverno a contar com a participação da “brasilicana”. Em 2014, Isadora ficou em 30º lugar nos jogos de Sochi. Ela treina em Nova Jersey (EUA) e tentará melhorar sua colocação e subir ao pódio na Coreia do Sul.

Em julho de 2017, a atleta conquistou medalha de ouro na categoria sênior, do Chesapeake Open, torneio realizado nos Estados Unidos.

 

Confira a programação da delegação do Brasil em PyeongChang: 

QUINTA-FEIRA, 15/2 
Esqui Cross Country
4h30 às 6h15 – 10km Livre (Jaqueline Mourão)

Snowboard Cross
23h à 0h25 – Classificatória (Isabel Clark)
1h15 às 2h15 – Finais
Local: Pheonix Snow Park

SEXTA-FEIRA, 16/2
Esqui Cross Country
4h às 5h50 – 15km Livre (Victor Santos)

SÁBADO, 17/2
Esqui Alpino
23h15 às 1h10 – Slalom Gigante masculino: descida 1 (Michel Macedo)
2h45 às 4h45 – Slalom Gigante masculino: descida 2 (Michel Macedo)

DOMINGO, 18/2
Bobsled
8h05 às 10h45 – 2-man: baterias 1 e 2 (Brasil)

SEGUNDA-FEIRA, 19/2
Bobsled
8h15 às 11h – 2-man: baterias 3 e 4 (Brasil)

TERÇA-FEIRA, 20/2
Patinação artística
22h às 2h30 – Programa curto feminino individual (Isadora Williams)

QUARTA-FEIRA, 21/2
Esqui Alpino
22h15 à 0h10 – Slalom masculino: descida 1 (Michel Macedo)
1h45 às 3h40 – Slalom masculino: descida 2 (Michel Macedo)

QUINTA-FEIRA, 22/2
Patinação artística
22h às 2h15 – Programa livre feminino individual (Isadora Williams*)
* Se avançar no programa curto

SEXTA-FEIRA, 23/2
Bobsled
21h30 à 0h – 4-man: baterias 1 e 2 (Brasil)

SÁBADO, 24/2
Bobsled
21h30 à 0h30 – 4-man: baterias 3 e 4 (Brasil)