*
 

A irmã do ditador norte-coreano Kim Jong-un, Kim Yo-jong, deve convidar o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, para uma visita a Pyongyang, informou nesta sexta-feira (9/2) a emissora “CNN”. Os dois se encontraram durante a abertura dos Jogos de Inverno em Pyeongchang, quando trocaram um aperto de mãos.

De acordo com fontes ouvidas pelos jornalistas, há “uma boa chance” de que esse convite seja feito “antes ou até esse ano”. Caso ocorra, essa seria a primeira vez desde 2007 que um líder de Seul visitaria o país vizinho. Entre as possíveis datas, estaria o 15 de agosto, o dia em que as Coreias conseguiram se livrar da ocupação japonesa em 1945.

Jogos de Inverno
A cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno em Pyeongchang, na Coreia do Sul, foi repleta de momentos com uso de alta tecnologia aliados à mensagem de paz – com a união das duas delegações coreanas em um desfile único.

Apesar do intenso frio, que chegou a -10ºC de sensação térmica, o evento contou com diversos momentos que emocionaram os participantes:

Confira alguns dos melhores momentos:

1- O desfile das Coreias: Em um dos momentos mais esperados, as delegações das duas Coreias desfilaram sob bandeira única no estádio olímpico. Todos de branco, eles carregavam as bandeiras da “Coreia unificada” e foram ovacionados de pé pelos espectadores.

2- O cumprimento de mão: Outro ponto importante do evento, também no campo político, foi quando o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, cumprimentou a irmã do ditador norte-coreano Kim Jong-un, Kim Yong-nam. Os norte-coreanos também sentaram-se próximos ao vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, que, por sua vez, não esboçou nenhum cumprimento aos representantes de Pyongyang.

3-Uso de drones: Conhecido por ser um dos países mais tecnológicos do mundo, a organização do evento usou muitos drones para fazer um show espetacular.

Tanto dentro do estádio até durante uma gravação apresentada nos telões, quando os equipamentos simularam um atleta e os arcos políticos, os drones roubaram a cena. Ao todo, na cena dos anéis, foram usados 1.218 drones.

4-“Tonga Boy”: Mais uma vez, o porta-bandeira de Tonga, Pita Tautafoua, roubou a cena na entrada das delegações. Ele entrou com o torso nu, besuntado de óleo, e com uma saia típica de seu país assim como tinha feito nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. O detalhe? Na hora da entrada, a sensação térmica era de -9ºC.

5. “Imagine”: Mantendo o clima de paz, um quarteto de cantores sul-coreano entoou a canção “Imagine”, de John Lennon, enquanto uma pomba branca da paz era montada no centro do estádio. A música, que é um símbolo de paz, emocionou quem estava vendo o espetáculo ao vivo ou pela internet.

6. A tocha olímpica: Marcando a reaproximação entre as Coreias, a tocha olímpica foi carregada até a pira por duas atletas da equipe feminina do hóquei: uma norte-coreana e uma sul-coreana. A tocha foi acesa pela patinadora, campeã olímpica em Sóchi em 2014, Yuna Kim.