Bahia usará camisa manchada de óleo em partida contra o Ceará

Protesto cobra soluções e medidas punitivas aos responsáveis pelo vazamento de óleo que já atinge todo o Nordeste brasileiro

atualizado 20/10/2019 15:02

Divulgação/ Esporte Clube Bahia

O jogo do Bahia contra o Ceará desta próxima segunda-feira (21/10/2019), no estádio de Pituaçu, em Salvador, será marcado pelas manchas de óleo que atingem as praias de todo o Nordeste brasileiro. Em protesto, jogadores do clube baiano usarão uniformes manchados de óleo. “O problema é seu. O problema é nosso”, diz o manifesto do clube, que cobra punição aos responsáveis pela tragédia ambiental, não identificados até então.

No Twitter oficial do Esporte Clube Bahia, um pedido de socorro: “SOS! Vazou… também na camisa do Esquadrão. Por medidas de redução do impacto ambiental e pela punição aos responsáveis, nossas camisas estarão manchadas de óleo no jogo de amanhã – como as praias do Nordeste”.

Foi publicado, também, um manifesto na página oficial do Bahia, intitulado SOS Praia – Manchas de óleo chegaram às nossas camisas. O protesto é um convite à reflexão. “O que faz um ser humano atacar e destruir espaços sagrados?”, pergunta o documento. “O lucro a qualquer custo pode ser capaz de destruir a ética e as leis que regem e viabilizam a humanidade?”, questiona o clube.

 

Desde o início de setembro, manchas de óleo chegaram ao litoral brasileiro, causando estranhamento das autoridades. O presidente Jair Bolsonaro até mesmo levantou suspeita de que o óleo teria como origem um dos países vizinhos do Brasil, a Venezuela. O país nega.

A Polícia Federal investiga para tentar descobrir, afinal, a origem do óleo. Especialistas culpam o governo federal pela falta de ação prática, enquanto, nas praias de Pernambuco, Bahia e Alagoas, voluntários retiram no braço – literalmente – o que conseguem das areias. Sacos e mais sacos de lixo são preenchidos pelo produto.

Leia o manifesto na íntegra:

“O problema é seu. O problema é nosso.

Quem derramou esse óleo? Quem será punido por tamanha irresponsabilidade? Será que esse assunto vai ficar esquecido?

O Bahia é você, somos nós, cada ser humano.

É a forma como representamos o amor, o apego, o chamego, o sagrado, a justiça. O Bahia é a união de um povo que vibra na mesma direção, que respira o mesmo ar e que depende da mesma natureza para existir, para sobreviver.

Jogaremos nesta segunda-feira (21), contra o Ceará, em Pituaçu, com a camisa do Esquadrão manchada de óleo.

Um convite à reflexão: o que faz um ser humano atacar e destruir espaços sagrados? O lucro a qualquer custo pode ser capaz de destruir a ética e as leis que regem e viabilizam a humanidade?

A barbárie deve ser tratada como tal, não como algo natural.”

Vídeos
Últimas notícias