União de Vera Verão com empresário é anulada pela Justiça: entenda

Anulação foi feita a pedido de herdeiros do ator que interpretava a personagem, Jorge Lafond

atualizado 04/07/2022 13:02

Reprodução

O Tribunal de Justiça de São Paulo derrubou uma decisão de novembro do ano passado que reconhecia a união estável entre Jorge Lafond, a saudosa Vera Verão, e seu empresário, Marcelo Pádua. A ação foi movida por três primos de Lafond, tidos como herdeiros do ator.

Segundo informações divulgadas pela colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, os desembargadores do TJ-SP concluíram que, ainda embora existam provas de que eles tiveram uma relação, não é possível determinar que ela fosse, de fato, uma união estável, de acordo com o Código Civil. Para os magistrados, não há, também, provas de que os dois residiam no mesmo endereço.

Os primos do ator seriam os herdeiros do valor de três seguros de vida de Lafond que somariam cerca de R$ 800 mil. O artista também deixou como herança uma casa em Mairiporã, comprada por ele da atriz Cassia Kiss, afirma a colunista. Jorge Lafond morreu em 2003, vítima de um infarto fulminante, aos 50 anos.

Já Pádua faleceu em 2020, durante o curso do processo, em decorrência de um infarto, e passou a ser representado por sua mãe na ação.

Publicidade do parceiro Metrópoles
0

Quer ficar por dentro do mundo dos famosos e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesfamosos.

Mais lidas
Últimas notícias