The Voice Brasil: no 4º episódio, reinam o pop e o som dos anos 2000

Baba, de Kelly Key, e Desperdiçou, originalmente de Sandy e Junior, ganharam vida nova na voz de candidatas do programa

Isabella Pinheiro/GshowIsabella Pinheiro/Gshow

atualizado 08/08/2019 23:52

Rik Oliveira abriu a quarta noite de audições às cegas do The Voice Brasil. Ao performar Blame On The Boogie, o carioca impressionou os quatro jurados e escolheu o time de Lulu Santos.

Com poucas notas, Isabella Arantes já conquistou aplausos do público cantando Deixa Ela Saber. Michel Teló e Iza tentaram conquistar a goiana e, no final, ela optou pelo sertanejo. Ao som de Sam Smith, Samara Alves encantou os técnicos e quis ser orientada por Ivete Sangalo.

Isabella Pinheiro/Gshow
Rik Oliveira

Amanda Magalhães usou seu conhecimento de teatro musical para impressionar a plateia do The Voice Brasil e, com Quando Fui Chuva, foi selecionada para a equipe de Iza. Inspirada por Sandy e Junior, Yolanda de Paulo (foto em destaque) deu seu toque à Desperdiçou, clássico pop dos anos 2000. Nos últimos segundos, Teló virou a cadeira para a paulista.

Já Catarina Rosa chamou atenção por sua apresentação cheia de rock: ela cantou The Show Must Go On, do Queen, e pegou um lugar no time de Veveta. O saudosismo dos anos 2000 apareceu de novo na versão de Flora Cruz de Baba, da Kelly Key. A catarinense foi a segunda da noite a entrar no grupo de Lulu Santos.

Isabella Pinheiro/Gshow
Flora Cruz

Maria Luiza trouxe o samba para o palco e vai ser treinada por Ivete. Em um estilo próprio e moderno, El1 encarou Essa Mina É Louca, sucesso da Anitta. Para essa batalha entre jurados, Iza foi bloqueada por Lulu Santos e funcionou: o paulista está sob orientação do cantor.

Influenciada pelo pop nostálgico, Mari Bodas cantou Apaga a Luz, de Gloria Groove, e conseguiu virar a cadeira de Ivete. A voz rica de Vidal Assis encantou com a canção Estácio, Holly Estácio, de Luiz Melodia. A performance rendeu a atenção de Lulu, que o pegou para sua equipe.

Isabella Pinheiro/Gshow
Vidal Assis

Karine Rayne enfrentou o maior desafio da noite: cantar Dona de Mim, de Iza, na frente da técnica. A coragem compensou, já que ela foi desejada por todos os jurados. “Vou escolher minha dona”, disse ao decidir entrar no time da carioca.

Últimas notícias