*
 

Em breve, Maura (Nanda Costa) vai descobrir, da pior maneira possível, que não é fácil viver uma relação homoafetiva tendo pais conservadores. Humilhada, a policial será escorraçada de casa por Agenor (Roberto Bonfim), que não aceitará o namoro dela com Selma (Carol Fazu).

A situação de Maura começa a ficar difícil quando, ao comentar com a mãe, Nice (Kalzy Ecard), que ela e Selma estão pensando em ter um filho, recebe em troca palavras de reprovação, pois a mulher não consegue entender como elas poderiam transformar essa relação numa família.

 

Contudo, o pior vem depois. Viana (Carlos Betão) agarra Maura em sua sala e a deixa transtornada. Ao ver o que está acontecendo, Ionan (Armando Babaioff) avança contra o chefe e o agride. O embate é tão violento que a policial é obrigada a pedir ajuda para separarem os dois homens.

Ao saber do ocorrido, Selma vai à delegacia para tirar satisfações com Viana e acaba sendo detida pelo delegado, acusada de desacato, e passa horas numa cela. Ionan se vê obrigado a enfrentar a fúria de Doralice (Roberta Rodriguez), que não gosta nem um pouco de ver Maura cuidando dele no hospital e briga com o marido.

Enfurecido com tudo o que aconteceu, Viana decide transformar a vida de Maura em um inferno. Quando Agenor aparece na delegacia para saber o que aconteceu com sua filha, o delegado revela que ela é lésbica e tem uma namorada: Selma, ex-vizinha da família. Transtornado com a revelação, o homem faz um escândalo e vai embora.

Horas depois, quando Maura chega em casa, Agenor não quer nem saber de conversa. Diz ter vergonha da filha e a expulsa da residência aos gritos. A policial, sentindo-se humilhada, vai embora e procura abrigo com Selma, que a recebe e fica feliz por elas, finalmente, passarem a viver sob o mesmo teto.

As cenas envolvendo a expulsão de Maura de casa vão ao ar a partir do dia 11 de julho.