*
 

A enfermeira Suzana (Ellen Rocche) armou um barraco em o “O Outro Lado do Paraíso”, nesta sexta-feira (12/1). Depois de descobrir a vida dupla do marido Samuel (Eriberto Leão), que tem um caso com o motorista Cido (Rafael Zulu), ela expôs toda sua raiva nos corredores do hospital onde os dois trabalham e ele é diretor. As informações são do UOL.

O psiquiatra, tentou um acordo com a enfermeira, mas ela foi convencida por Clara (Bianca Bin) a humilhar Samuel.

Suzy ficou enfurecida ao encontrar o marido na unidade de saúde e tratou logo de expor a verdade sobre ele. “O meu marido é gay, gay. O ‘tigrão’, é ‘tigresa'”, gritou.

Clara, já havia iniciado sua vingança contra Samuel na semana passada, quando armou uma emboscada e levou a mãe do psiquiatra Adnéia (Ana Lúcia Torre), para que flagrasse o filho maquiado e usando as calcinhas da esposa. Samuel foi encontrado pela mãe em um quarto de hotel com Cido.

O capítulo desta sexta, bateu 44 pontos no Rio de Janeiro, recorde da novela, e 68% de participação. Em São Paulo, a trama alcançou 41 pontos.

As cenas levaram os internautas a loucura.