George Martin revela 5 fatos sobre spin-off de Game of Thrones

Em entrevista a Entertainment Weekly, o autor da série de fantasia antecipou novidades sobre a nova produção

atualizado 09/07/2019 20:09

O conturbado fim de Game of Thrones, além de revolta em alguns, deixou a expectativa de como será o spin-off da produção: que, por sinal, já está sendo trabalhado na HBO. Até o momento, sabe-se que se passará 5 mil antes dos eventos narrados nas Crônicas de Gelo e Fogo, mostrando o primeiro confronto entre humanos e Caminhantes Brancos: a Longa Noite.

Fóruns da internet estão movimentados com teorias e diversas especulações sobre como será o seriado. A revista Entertainment Weekly conversou com George R.R. Martin, autor da saga, e ele antecipou cinco fatos.

Confira:

Divulgação

Cem reinos

Durante todo o tempo, os fãs da série conheceram os sete reinos que formaram Westeros. Porém, Martin revela que, no passado, as coisas eram bem diferentes. “Eram sete durante a conquista de Aegon. Mas, se você voltar no tempo, era 100 [reinos] – é dessa era que estamos falando na série”, contou.

Divulgação
Tem lobo!

Descendentes dos Primeiros Homens, a família Stark, a mais carismática da série original, estarão no novo roteiro. “Definitivamente, eles estarão lá. Com lobos gigantes e mamutes”, avisou o ator.

HBO/Divulgação
Sor Jaime Lannister
Mas não tem…

Os Lannisters não estarão no roteiro: no entanto, Rochedo Casterly será mostrado. “O local era ocupado pelos Casterlys, que foram tão importantes a ponto de dar nome ao local”, antecipou o autor.

Protagonismo conjunto

Martin garante que o spin-off não terá uma atriz ou um ator como protagonista. “Não gosto desse termo. Game of Thrones sempre foi uma atuação conjunta. Não temos esse ‘líder’, sim um grande elenco”, conta Martin.

Dilvugação
White Walkers
Qual o nome?

O autor queria que a série se chamasse The Long Night (A Longa Noite), porém, esse é o título do terceiro episódio da 8ª temporada de Game of Thrones. “Eu ouvi a sugestão The Longest Night (A Noite Mais Longa). Seria ótimo!”, diz Martin.

Últimas notícias