Em nota, SBT lamenta a morte de Jô Soares: “Um grande amigo da TV”

Jô Soares trabalhou na emissora de Silvio Santos entre 1988 e 1999

atualizado 05/08/2022 10:14

SBT/Divulgação

Em nota divulgada a imprensa, o SBT lamentou a morte de José Eugênio Soares, o Jô Soares. O comediante, que morreu, nesta sexta-feira (5/8), aos 84 anos, trabalhou na emissora de Silvio Santos de 1988 a 1999, comandando o quadro Jô Soares Onze e Meia.

“É com imenso pesar que o SBT lamenta a morte do ator, escritor, apresentador e comediante Jô Soares, aos 84 anos, nesta sexta-feira, 5 de agosto, em decorrência de uma pneumonia, Jô estava internado desde o dia 28 de julho no Hospital Sírio Libanês, na zona central de São Paulo”, diz a nota do SBT.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

“Em 1988, Jô chega ao SBT para renovar as noites de segunda-feira com o sofisticado humor, agora rebatizado de Veja o Gordo, onde carregou consigo personagens de suas atrações anteriores, e criou novos que foram sucesso na emissora, dentre eles a economista Lilia Bife Quibe no jornal Gordo Economia”, lembra a nota.

“Mas foi em agosto de 1988, que uma revolução acontece na carreira de Jô, e na história da televisão brasileira. Jô ganha de Silvio Santos a oportunidade de realizar seu sonho ao comandar um talk show que mesclasse entrevistas, música e humor, inovando com vanguardia os finais de noite da TV brasileira, criando uma fórmula inesgotável que até hoje reflete-se em sucesso absoluto. Estava lançado Jô Soares Onze e Meia”, completa o texto.

Pesquisador: Silvio Santos fez de Jô o grande entrevistador do Brasil

“O SBT se solidariza com todo o público, que tinha em Jô Soares um grande amigo da televisão, e particularmente deseja que Deus conforte seus familiares e amigos”, encerra a nota da emissora.

Mais lidas
Últimas notícias