Detonada pela crítica, Legado de Júpiter é série mais vista da Netflix

Baseada na obra de Mark Millar, primeira temporada da produção conta com apenas 36% de aprovação no Rotten Tomatoes

atualizado 12/05/2021 16:44

Netflix/Divulgação

Lançado na plataforma na última sexta-feira (7/5), O Legado de Júpiter é a série mais vista da Netflix global na última semana, de acordo com dados do site Flix Patrol. Baseada na obra de Mark Millar, a produção, porém, tem sido massacrada pela crítica.

Lembrado como um possível rival de The Boys, fenômeno do Prime Video, o seriado tem acumulado péssimas críticas em sites especializados. No Rotten Tomatoes, por exemplo, O Legado de Júpiter conta com apenas 36% de aprovação da crítica e 75% de audiência do público.

No geral, as avaliações alegam que apesar de algumas lutas empolgantes, a série é cansativa e demora bastante para acertar o ritmo. “Para uma série sobre super-heróis, O Legado de Júpiter se move no que parece ser uma câmera lenta”, comparou Brian Lowry, da CNN.com.

0

 

“O primeiro volume de O Legado de Júpiter parece um prólogo de uma série muito melhor”, disse Josh Wilding da ComicBookMovie.com.

A produção ainda conta com uma péssima nota em um dos principais sites de avaliação, o IMDB, com nota de 6,9/10. O Legado de Júpiter tem direção de Steven S. DeKnight (Demolidor) e Brian e Mark Gunn.

Em sua primeira temporada, o seriado aborda um universo diferente dos heróis, onde os veteranos precisam passar o bastão para os mais jovens, mas nem tudo sai como o planejado. O elenco conta com nomes como Josh Duhamel, Ben Daniels, Leslie Bibb e Elena Kampouris.

Veja o trailer:

Quer ficar por dentro do mundo dos famosos e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesfamosos

Últimas notícias