Comandante Hamilton diz que “sentiu” sertanejo morto durante cobertura

Amigo do cantor João Paulo, piloto relembra transporte de corpo após acidente: "Eu nem olhava para o lado"

atualizado 26/07/2022 14:05

Comandante Hamilton e Daniela Albuquerque no programa SensacionalRedeTV!/Divulgação

Presente em algumas das principais coberturas aéreas da TV, Comandante Hamilton revela que o trabalho durante o acidente com o cantor João Paulo, parceiro de Daniel, foi um dos mais difíceis de sua carreira. Em entrevista ao programa Sensacional, da RedeTV!, o piloto afirma que “sentiu” o espírito do sertanejo, de quem foi amigo.

Hamilton foi responsável por levar o corpo de João Paulo de volta a Brotas (SP), onde o cantor morava com a família. “Lembro quando decolei, o voo de 40 e poucos minutos parecia uma eternidade.Tentava falar [para mim mesmo]: ‘Ele não está aqui’. Eu nem olhava para o lado”, desabafa o piloto. “Sentia que ele estava comigo. Como se o espírito dele estivesse junto, alguma coisa assim. Foi muito ruim, muito”, lamenta.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
0

Em entrevista que irá ao ar nesta terça-feira (26/7), o piloto de 65 anos também recorda o acidente de avião da banda Mamonas Assassinas, em março de 1996. “Os meninos ficavam lá no estúdio [do Domingo Legal] e a gente conversava bastante. Eles eram muito naturais. Estavam sempre brincando, rindo o tempo inteiro. Eram crianças”, afirma.

“Foi um choque. Fiquei o dia inteiro fazendo imagens do resgate. Acompanhamos o tempo inteiro”, conta Hamilton sobre a intensa cobertura na ocasião. “Uma coisa muito triste, é que as pessoas começaram a pegar peças do avião e levar embora, como se fosse uma recordação”, pondera.

Quer ficar por dentro do mundo dos famosos e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesfamosos.

Mais lidas
Últimas notícias