*
 

Durante sua cerimônia de casamento, Clara (Bianca Bin) descobre a verdade sobre Renato (Rafael Cardoso). O noivo era sócio de seu pai na busca de esmeraldas e as provas a convencem que ele já tentou assassiná-la no passado.

Ao encontrar uma foto do pai, Jonas (Eucir de Souza), com Renato e comprovantes de dinamites no nome do noivo, ela decide desmascará-lo. Com a ajuda de Patrick (Thiago Fragoso), descobre que, no hospício onde esteve internada, todos os doutores sabiam que os corpos dos pacientes eram jogados ao mar.

Com sede de vingança, Clara opta por manter-se calada até o altar, onde desmascara Renato publicamente. “Você quis me matar!”, grita antes de abandoná-lo diante do juiz: “Era você quem comprava os explosivos que mataram meu pai. Diga a verdade, Renato. Você sempre esteve atrás das esmeraldas. Mentiu para mim, tenho prova”.

Renato tenta se explicar: “Tá bem. Eu sabia. Teu pai, Jonas, era caminhoneiro. Me contou que na terra onde vivia tinha esmeraldas. A gente fez uma combinação, eu ajudava com os explosivos. Se ele encontrasse um bom, a gente dividia. Que crime tem nisso?”.

Mas Clara não se convence. “Por que nunca disse que conheceu meu pai?”, pergunta. “Eu não quis chegar falando das esmeraldas. E, logo que cheguei, descobri outras duas pedras preciosas. Teus olhos. Eu gostei de você à primeira vista. Reconheço, a primeira mentira puxa outras. Depois de um tempo, eu não podia voltar atrás, contar que tinha conhecido teu pai”, o médico tenta convencê-la.

Mas, quando Clara revela saber a verdade sobre o hospício, a máscara de Renato cai e ele confessa tudo. Desde o início, seu plano era casar com Clara e então matá-la para ficar com o garimpo só para si. Diz também que assassinou Beatriz (Nathalia Timberg) em armação com Sophia (Marieta Severo).